‘Negligência e impunidade marcam as tragédias no país’, disse Boechat em seu último programa

Ricardo Boechat. Foto: Divulgação

Ricardo Boechat. Foto: Divulgação

Durante a exibição de seu último programa “Café com Jornal”, o jornalista Ricardo Boechat – que morreu nesta segunda-feira (11) em um acidente de helicóptero na Rodovia Anhanguera, em São Paulo – relembrou as tragédias de Brumadinho e o incêndio no Ninho do Urubu. Na transmissão exibida pela rádio BandNews por volta das 7h30, o radialista cobrou apuração das autoridades.

“É preciso que as consequências sejam mais rápidas no campo da ação policial e do Ministério Público, para que não fique no oba-oba, depois apoiado pelo nosso esquecimento. Negligência e impunidade marcam as tragédias no país”, afirmou o jornalista, que também fez menção ao incêndio da boate Kiss e ao rompimento da barragem de Mariana.

Acompanhe:

– Jornalistas, políticos e artistas lamentam morte repentina de Ricardo Boechat

Comentários




    gl