Mourão sobre uso da máscara: ‘Cada um sabe onde apertam os calos’

Hamilton Mourão. Foto: Reprodução de TV

Na manhã desta sexta-feira (11), o vice-presidente Hamilton Mourão disse que continuará usando máscaras em locais fechados. A declaração foi dada durante resposta sobre o pedido do presidente Jair Bolsonaro ao Ministério da Saúde para elaborar um parecer para desobrigar o uso de máscaras por pessoas que já tiveram Covid-19 e por vacinados.

“Acho que é uma questão de foro íntimo de cada um. Conheço gente que já teve duas vezes. Cada sabe onde lhe apertam os calos”, sugeriu o general na chegada ao Palácio do Planalto.

Em sua declaração, na tarde de quinta-feira (10), Bolsonaro falou sobre a intenção, mas não detalhou como se dará essa “liberação”, já que não há norma federal obrigando o uso de máscaras pela população, mas sim decretos estaduais, municipais ou distritais.

Questionado se deixaria de utilizar o acessório de segurança contra a Covid-19, disse que deixaria de utilizar máscaras apenas em algumas ocasiões.

“Em alguns tiraria, em outros, nem tanto. Lugar aberto, acho que se você for fazer uma corrida de máscara, sozinha, é até prejudicial. Em lugar fechado, com outras pessoas, principalmente pessoas que não conheço, usaria”, disse Mourão.

Sobre a possibilidade de desobrigação, Queiroga disse, no mesmo dia, que é ministro de Bolsonaro e que trabalha com ele em perfeita sintonia.

“É assim que funcionam as democracias, os regimes presidencialistas. O presidente sempre nos aconselha de maneira muito própria, e eu levo para ele os subsídios para que tenhamos as melhores decisões em relação à saúde pública”, disse o chefe da pasta nesta quinta-feira (10).

Leia também:

+ Drauzio sobre abolir uso de máscaras: ‘só tem uma justificativa, disseminar ainda mais o vírus’

Comentários

 




    gl