Mourão desmente fala de Bolsonaro na ONU sobre desmatamento: ‘Não pode negar, não tem como’

General Hamilton Mourão. Foto: Alan Santos – Agência Brasil

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) reconheceu, nesta quarta-feira (22), alta no desmatamento da Amazônia nos primeiros dois anos do atual governo.

A fala de Mourão acontece um dia após o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) discursar na 76ª Assembleia-Geral das Nações Unidas, no Estados Unidos, e dizer ao mundo que o país está na direção da preservação:

“A realidade é que, nos último três meses, houve essa tendência bem grande de diminuição do desmatamento, independente o que ocorreu nos dois anos anteriores, que a gente não nega que houve aumento. Não pode negar, não tem como. Mas tem havido esforço grande do governo no sentido da gente mitigar esses efeitos”, disse Mourão aos jornalistas.

A Amazônia perdeu 1.606 km² de vegetação no mês de agosto, o que representa uma alta de 7% na comparação anual. Na ONU, Bolsonaro afirmou que a floresta registrou redução de 32% em seus níveis de desmatamento no mesmo período.

Mourão evitou avaliar o discurso do presidente nas Nações Unidas, mas afirmou que o chefe de estado brasileiro “não foi a fundo em questões globais”.

+ PR: lutador de 22 anos morre após ficar uma semana internado

+ Lewandowski autoriza estados e municípios sobre decisão de vacinar adolescentes

+ Eleições 2022: Lula tem 38% e Bolsonaro 27,1%; diz pesquisa

+ Referência em agrometeorologia, professor Paulo César Sentelhas morre em SP

+ Curtinhas: E. Bolsonaro compara Tebet com deputada que pai disse que não estupraria

+ Curtinhas: termo ‘socialismo’ explode nas redes após discurso de Bolsonaro

+ Ingrid Guimarães deixa Globo e já tem novo contrato

+ Semi da Libertadores bate recorde no SBT; veja a audiência de 21 de setembro

+ Líder de audiência na RedeTV; elenco do Encrenca deixa emissora

Comentários

 




    gl