Ministério Público pede remoção de vídeos de youtubers crianças

Criança assiste a vídeo no Youtube. Foto: Reprodução/Glenn Beltz/Flickr

Criança assiste a vídeo no Youtube. Foto: Reprodução/Glenn Beltz/Flickr

O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) entrou com uma ação civil pública para a remoção de vídeos publicitários feitos por youtubers crianças. Para o MP-SP há prática abusiva de empresas ao formarem parcerias com crianças que gravam vídeos para a plataforma.

Entre os vídeos mencionados pelo órgão, estão os que crianças desembrulham brinquedos recebidos de empresas. A prática é popularmente conhecida pelo termo em inglês “unboxing”.

Na denúncia, o MP-SP destaca uma ação publicitária da Mattel Brasil. A empresa de brinquedos contatou uma influenciadora digital mirim para lançar desafios relacionados aos produtos Monster High. Os vencedores participariam de um evento promovido pela própria Mattel.

De acordo com o Ministério Público, a ação utilizou “estratégias abusivas de comunicação mercadológica” direcionada ao público infantil. Sendo assim,  o MP-SP destaca que “empresas tem se aproveitado da hipervulnerabilidade tanto da criança youtuber, como da criança espectadora”.

A Google, empresa responsável pelo Youtube, afirma que não comenta casos isolados.

Comentários




    gl