Ministério da Saúde contraria Bolsonaro e deve parar de recomendar cloroquina contra Covid-19

Bolsonaro com cloroquina na mão. Foto: Reprodução de Internet

Após análise do grupo técnico criado pelo Ministério da Saúde para elaborar protocolos de tratamento farmacológico da Covid-19, a pasta, comandada por Marcelo Queiroga, deve parar de recomendar cloroquina, hidroxicloroquina e ivermectina no tratamento da doença.

A decisão contraria o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que faz propaganda da utilização do remédio desde o início da pandemia.

O documento com os protocolos criado pelo comitê estão sendo encaminhados a Queiroga por um grupo liderado pelo médico e professor da Universidade de São Paulo (USP) Carlos Carvalho. As diretrizes preveem a inclusão de corticoides e anticoagulantes no tratamento feito em ambiente hospitalar.

Comentários

 




    gl