Irritada com interfone, mulher chama porteiro de ‘macaco, safado e fedorento’

Uma mulher foi presa na noite desta terça-feira (24) por suspeita de injúria racial contra o porteiro do prédio onde mora. Segundo o trabalhador, a moradora o chamou de “macaco, safado e fedorento”. O caso aconteceu na região metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais.

Em depoimento à Polícia Militar, Gilvan Vitalino, de 43 anos, disse que o interfone do edifício não estava funcionando e, por orientação do síndico, todos os moradores deveriam se dirigir à portaria para liberar a entrada de visitas.

A mãe da suspeita, de 31 anos, chegou ao local e seguiu a orientação do porteiro, no sentido de ligar para a filha e pedi-la para descer e liberar a entrada. De acordo com o boletim de ocorrência, a mulher xingou o rapaz por telefone porque mora em um bloco afastado da portaria.

Assim que chegou para liberar o acesso da mãe, a acusada teria chamado Gilvan de “macaco, safado e fedorento”. Vizinhos que testemunharam o ocorrido acionaram a polícia.

Todos foram levados à delegacia. A mulher, identificada como Ariane, chorou muito. Para a Rede Globo, a mãe dela declarou que a filha não ofendeu o porteiro.

Comentários




    gl