Governo recua e anúncio sobre saque do FGTS fica para próxima semana

Calendário para resgate do FGTS. Foto: Agência Brasil

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, admitiu nesta quinta-feira (18) que o anúncio do saque das contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) ficará para a próxima semana.

Depois de o presidente da República, Jair Bolsonaro, ter afirmado que a medida provisória seria divulgada nesta quinta-feira (18), Lorenzoni prevê comunicado entre quarta-feira e quinta-feira da semana quem vem.

Segundo o ministro, ainda há detalhes técnicos para serem ajustados. A mesma medida provisória também irá autorizar o saque das contas do PIS/Pasep.

“Os técnicos estão fazendo ajustes. Nós tomamos a decisão de que na semana próxima vai ser feita a apresentação da medida provisória que trata da questão do Fundo de Garantia e também do PIS/Pasep. Os dois serão apresentados conjuntamente, provavelmente quarta ou quinta da semana que vem, vai depender da agenda do presidente”, afirmou ele, após se reunir com ministro da Economia, Paulo Guedes.

O governo está avaliando a possibilidade de fixar um teto de R$ 3 mil na liberação do saque das contas ativas do FGTS. Também está sendo analisada a possibilidade de fixar um percentual de 15% sobre o saldo da conta vinculada para evitar que a medida acabe beneficiando quem não precisa.

Comentários




    gl