Governadores da Amazônia pressionam Bolsonaro por ajuda no combate a queimadas

Queimadas na Amazônia. Foto: Agência Brasil

Os governadores da região amazônica enviaram neste sábado (24) uma carta a Jair Bolsonaro exigindo providências no combate às queimadas na floresta e a realização com urgência de uma reunião com o governo federal.

O Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal, formado pelos sete estados do Norte, além de Mato Grosso e Maranhão, pediu cooperação do governo federal e uma reunião em caráter de urgência com Jair Bolsonaro para tratar de queimadas na região.

“Solicitamos imediatas providências no sentido de viabilizar a cooperação das estruturas dos Estados da Amazônia Legal e as do Governo Federal no emprego específico de combate a focos de incêndio na Floresta Amazônica do Estado Brasileiro, com apoio material para enfrentamento efetivo ao desmatamento e incremento às ações de fiscalização de atividades legais”, diz o documento assinado pelos governadores.

Nesta sexta-feira (23), o presidente assinou o decreto que autoriza o emprego das Forças Armadas para ajudar no combate aos incêndios na Floresta Amazônica. O decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) vale para áreas de fronteira, terras indígenas, unidades federais de conservação ambiental e outras áreas da Amazônia Legal.

O discurso de Bolsonaro foi mal recebido pela população dos grandes centros urbanos, que o rechaçaram com panelaços e outras manifestações de protesto.

Comentários




    gl