Glenn Greenwald pede que Justiça não aceite denúncia do MPF contra ele

Glenn Greenwald. Foto: Divulgação

Glenn Greenwald. Foto: Divulgação

O jornalista Glenn Greenwald, do site “The Intercept”, pediu à Justiça que rejeite a denúncia apresentada contra ele pelo Ministério Público Federal (MPF).

A petição foi apresentada nesta quarta-feira (22) à 10ª Vara Federal Criminal do Distrito Federal. Caberá ao juiz federal Ricardo Leite decidir se aceita ou não a denúncia do MPF. Se ele aceitar, Glenn se torna réu.

“Ao contrário do que o contorcionismo retórico e interpretativo da denúncia tentou fazer parecer, os diálogos travados entre o requerente e sua fonte revelam apenas a ação de um jornalista profissional e cuidadoso, que em nenhum momento orientou, incentivou ou auxiliou sua fonte na obtenção do material de interesse jornalístico que lhe foi repassado”, diz trecho da petição.

Mesmo sem ter sido investigado ou indiciado, Glenn Greenwald – denunciado pelos crimes de associação criminosa e de interceptação telefônica, informática ou telemática, sem autorização judicial ou com objetivos não autorizados em lei – foi denunciado na terça-feira (21) na operação Spoofing, que investiga invasões de celulares de autoridades.

De acordo com o MPF, Glenn “auxiliou, orientou e incentivou” o grupo de hackers suspeito de ter invadido os celulares de autoridades durante o período em que os delitos foram cometidos.

Após denúncia, autoridades repudiaram a ação do ministério. Entre os nomes que se posicionaram contra a decisão estão a Ordem dos Advogados do Brasil e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

Comentários




    gl