Flamengo é quem mais arrecadou em 2021; Atlético-MG é o que mais deve

Maracanã. Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Maracanã. Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

A receita total de 27 clubes do Brasil aumentou 37% em 2021 e o endividamento líquido caiu 7%. Esse é o retrato financeiro dos clubes brasileiros feito pela EY em um ano que ainda traz nos demonstrativos de finanças os impactos da pandemia de Covid-19.

Fazem parte do levantamento as 20 equipes da Série A do Campeonato Brasileiro, além de Bahia, Cruzeiro, Grêmio, Ponte Preta, Sport e Vasco, da Série B, e o Vitória, que foi rebaixado para a Série C.

As cinco maiores receitas totais em 2021 foram, pela ordem, de Flamengo, Palmeiras, Corinthians, Grêmio e Atlético-MG. Esses cinco clubes, juntos, somam 48% do total da receita dos 27 clubes incluídos no estudo.

No ranking por arrecadação total, o Flamengo ficou no topo com R$ 1.08 bilhão. O Vasco teve desempenho melhor no total de receitas do que alguns clubes da Série A, como nos casos de Fortaleza, Ceará, Atlético-GO, América-MG, Sport, Cuiabá e Juventude.

Já entre os maiores devedores, o Atlético MG está no topo da lista e passou, junto do rival Cruzeiro, a casa de R$ 1 bi. Em terceiro, está o Corinthians, seguido de três clubes do Rio de Janeiro:

Leia também:

+ Bolsonaro diz que ninguém quer atacar urnas eletrônicas ou democracia

Comentários

 




    gl