Em encontro com ministro da Educação, professores exibem livros de Paulo Freire

Professores mostraram livro de Paulo Freire ao lado do ministro da Educaçãona hora da foto. Foto: Reprodução

Professores mostraram livro de Paulo Freire ao lado do ministro da Educaçãona hora da foto. Foto: Reprodução

Durante encontro com o ministro da Educação, Abraham Weintraub, um grupo de professores que que venceu o prêmio “Professores do Brasil” levantou livros de Paulo Freire durante fotografia oficial.

“Foi uma manifestação respeitosa e silenciosa. Soubemos ontem (sexta) que ele participaria do encontro. Então, pensamos em colocar a nossa posição contra o corte de recursos para as universidades. E também mostrar a importância do educador Paulo Freire”, comentou a educadora Ana Beatriz Maciel, de 34 anos.

Entre os 30 professores presentes ao evento, realizado pelo MEC em um hotel no bairro de Pinheiros, na Zona Oeste da capital paulista, ao menos 8 tinham em mãos o livro de Paulo Freire, filósofo Patrono da Educação Brasileira, cujas ideias são alvo constante de membros do governo de Jair Bolsonaro.

Questionado sobre a manifestação dos professores, Weintraub disse respeitar opiniões diferentes das dele: “Ela tem o direito de dizer ‘Viva Paulo Freire’. Eu também tenho o direito de dizer que o único lugar que segue Paulo Freire é o Brasil. Quando você tem uma pesquisa que é boa, um antibiótico, uma aspirina ou um avião, os outros tendem a copiar. Ninguém quis copiar Paulo Freire e nossos resultados são ruins.”

No encontro com os profissionais da educação, todos da rede pública de ensino, o ministro ouviu relatos sobre os projetos vencedores, que muitas vezes envolviam realidades locais (protagonismo de jovens negros, identidade dos índios nos livros pedagógicos e violência na sociedade).

Os docentes fizeram um apelo para que a profissão fosse valorizada e que o professor não fosse colocado como inimigo do povo. Alguns ainda argumentaram que é a universidade que produz conhecimento e faz a formação de docentes para que eles possam trabalhar na educação fundamental e no ensino médio.

“Prêmio Professores do Brasil”

Criado pelo Ministério da Educação, o prêmio tem o objetivo de valorizar, reconhecer, divulgar e premiar o trabalho dos professores da rede pública nacional. Os premiados são docentes de todo o Brasil, que seguirão para Quebec e Ottawa, no Canadá. Lá trocarão experiências e farão uma imersão na educação e cultura locais. A premiação é uma parceria com o Colleges and Institutes Canadá (CICan), que assumiu os custos da viagem.

Comentários




    gl