Doria estuda flexibilizar fase emergencial em meio a recordes de mortes em São Paulo

Governador João Doria anuncia novas medidas restritivas para São Paulo. Foto: Reprodução

Secretários e assessores próximos do governador João Doria estão preocupados com “um Estado fechado” desde o dia 6 de março, quando foi decretada a fase vermelha.

Apesar de o centro de contingência da Covid-19, que inclui 20 especialistas, já ter como certa a recomendação para pelo menos mais uma semana de fase emergencial no Estado, há chances ainda de tudo mudar, segundo apuração do portal Terra.

A reunião do grupo deve começar somente na noite desta quinta-feira (8) e ainda continua na manhã seguinte, antes da coletiva de imprensa. A definição do governo, como já se tornou rotina na pandemia, será dada apenas horas antes do anúncio.

Para integrantes do centro de contingência, houve uma melhora nos números, no entanto a quantidade de casos, internações e óbitos ainda é muito alta. A taxa de ocupação de leitos de UTI que está em 89%, também não anima..

Existe também a preocupação sobre a mensagem que a saída da fase emergencial pode passar à população. O recado pode ser entendido como “já podemos relaxar”.

Comentários

 




    gl