Dias Toffoli e Rodrigo Maia rebatem fala de Paulo Guedes sobre AI-5

Paulo Guedes. Foto: Reprodução

Paulo Guedes. Foto: Reprodução

Após o ministro da Economia, Paulo Guedes, declarar que não deve ser motivo para assustar ninguém falar em AI-5, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, rebateu. Segundo o presidente da Corte, AI-5 não combina com democracia.

“O AI-5 é incompatível com a democracia. Não se constrói o futuro com experiências fracassadas do passado”, disse Toffoli durante Encontro Nacional do Poder Judiciário em Maceió.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, fez uma dura critica a fala de Guedes. Durante discurso nesta terça-feira (26) no seminário “Política, Democracia e Justiça”, Maia afirmou que não “dá mais para se usar a palavra AI-5 como se fosse ‘bom dia, boa tarde, oi, cara’”.

“Vamos estimular o fechamento do Parlamento, dos direitos constitucionais do cidadão, como o habeas corpus? Foi isso que o AI-5 fez de forma mais relevante”, lembrou ainda.

Durante entrevista nos Estados Unidos nesta segunda-feira (25), Paulo Guedes tentou justificar falas recentes do deputado Eduardo Bolsonaro sobre o uso do AI-5, ato editado na ditadura militar, para reprimir ações que promovam a instabilidade política.

“Sejam responsáveis, pratiquem a democracia. Ou democracia é só quando o seu lado ganha? Quando o outro lado ganha, com dez meses você já chama todo mundo para quebrar a rua? Que responsabilidade é essa? Não se assustem então se alguém pedir o AI-5. Já não aconteceu uma vez? Ou foi diferente? Levando o povo para a rua para quebrar tudo. Isso é estúpido, é burro, não está à altura da nossa tradição democrática”, disse.

Comentários

 




    gl