Detento é hospitalizado após engolir celular em presídio

Celulares encontrados em scanner corporal. Foto: Iapen Acre/Reprodução

Um detento da Unidade Penitenciária Evaristo de Moraes, localizada na cidade de Sena Madureira, interior do Acre, foi internado em um hospital de Rio Branco nesta quinta-feira (23) após engolir um telefone celular para escondê-lo de agentes penitenciários.

Durante a transferência de presos provisórios em pavilhões da penitenciária, um procedimento padrão de scanner corporal identificou dois aparelhos nos estômagos de dois homens.

Após passaram por atendimento médico, um deles conseguiu vomitar o celular, mas o outro ficou com o aparelho alojado, correndo risco de vida. Ele foi encaminhado ao hospital. Médicos analisam se ele precisará ser submetido a uma cirurgia.

O preso que conseguiu expelir o celular vai passar por um processo administrativo e está sob punição de dez dias sem direito a visitas e banho de sol. A punição do segundo preso só deverá ser aplicada quando ele retornar do hospital. Os nomes foram preservados.

Comentários




    gl