Covid atinge a marca de 285.136 mortos no Brasil, bate recorde na média de óbitos e supera a AIDS

Paciente em leito. Foto: Reprodução de Internet

Uma tragédia sem precedentes.

Nesta quarta-feira (17), o Brasil atingiu uma triste marca ao registrar o recorde na média de mortos pela Covid-19.

Os números são tão alarmantes e robustos que em sua soma superam o total de óbitos em decorrência da AIDS, de 1996 (quando foi iniciada a medição) até 2019, e fica também na frente de outras patologias, como a tuberculose, meningite e doença de Chagas. As mortes provocadas pela AIDS estão em patamar estável, entre 10 e 12 mil ao ano, desde 2008.

O novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa informa que o país registrou 2.736 mortes pela Covid nas últimas 24 horas e totalizou impressionantes 285.136 óbitos. Assim, a média móvel de vítimas fatais nos últimos sete dias chegou a 2.031, pela primeira vez acima de 2 mil.

+ Vacinação

Segundo balanço do programa de vacinação contra Covid-19 desta quarta, 10.713.615 pessoas já receberam a primeira dose, o que representa 5,06% da população. A segunda dose foi aplicada em 3.916.493 pessoas, ou 1,85% do total.

Comentários

 




    gl