Coronavac tem eficácia de 50% contra variante de Manaus, diz estudo

CoronaVac. Foto: Divulgação/Governo de São Paulo

A vacina Coronavac se mostrou 50% efetiva em prevenir a Covid-19 após 14 dias da aplicação da primeira dose, segundo estudo realizado com 62 mil profissionais de saúde da cidade de Manaus.

A pesquisa é a primeira que avalia o impacto do imunizante em locais onde a variante P.1, conhecida como variante brasileira ou de Manaus, é predominante.

Os dados relativos à efetividade depois de 14 dias da segunda dose ainda estão sendo coletados, informa a jornalista Mônica Bergamo do jornal “Folha de São Paulo”.

A análise envolveu 67.718 trabalhadores de saúde que moram e trabalham em Manaus e mostrou resultados encorajadores, de acordo com o cientista Julio Croda. Segundo ele , a Coronavac segue sendo efetiva para a nova variante do Brasil e poderá ser usada no mundo todo para as novas variantes.

Os dados sobre a eficácia da vacina depois da segunda dose ainda estão sendo analisados.

Comentários

 




    gl