China cobra posição do Brasil sobre declarações de Weintraub

Ministro da Educação, Abraham Weintraub. Foto: Luís Fortes/MEC

Ministro da Educação, Abraham Weintraub. Foto: Luís Fortes/MEC

Em uma manifestação dura, o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, deixa claro que a China está pronta para retaliar o Brasil, causando prejuízos bilionários às empresas nacionais, depois que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, fez declarações racistas contra os chineses em entrevista a Eduardo Bolsonaro.

“O lado chinês aguarda uma declaração oficial do lado brasileiro sobre as palavras feitas pelo min. da educação, membro do governo brasileiro. Nós somos cientes de que nossos povos estão do mesmo lado ao resistir às palavras racistas e salvaguardar nossa amizade”, postou Yang Wanming no Twitter.

Em uma postagem contra a China, Weintraub associou o país a uma suposta ação de espalhar o Coronavírus para se beneficiar economicamente com a situação, como já fez sugeriram anteriormente Jair e Eduardo Bolsonaro.








Comentários




    gl