Brasileiros precisarão de autorização para ir a Europa a partir de 2021

Aeroporto. Foto: Pixabay

Aeroporto. Foto: Pixabay

A partir de 2021, os brasileiros terão que preencher um formulário eletrônico pedindo autorização para ir à Europa. O ETIAS (Sistema Europeu de Informações e Autorização de Viagem) valerá para todos os cidadãos extracomunitários que anteriormente estavam isentos de precisar de visto para entrar na Europa, incluindo os brasileiros.

O sistema coletará dados dos viajantes antes de pegarem o avião, permitindo que a União Europeia determine se a presença do indivíduo representará ou não um risco para a segurança do bloco, podendo impedir a sua entrada.

No formulário online, o viajante terá que preencher os dados pessoais tais como nome, sobrenome, data e local de nascimento, país de nascimento, endereço, e-mail, telefone de contato e o país de entrada ou os países que pretende visitar dentro do Espaço Schengen. Também terá que responder a um pequeno questionário sobre questões de segurança e de saúde e pagar a taxa de processamento de 7 euros (aproximadamente R$ 32). Para preencher este formulário, estima-se que o viajante não deve demorar mais de 10/20 minutos. O único documento necessário para pedir o ETIAS será o passaporte válido. No caso de menores de 18 anos, deve ser o responsável legal que terá que pedir a autorização de viagem europeia.



As informações fornecidas de cada viajante serão introduzidas automaticamente no sistema ETIAS e comparadas entre todas as bases de dados de segurança da UE que compõe esta rede. Desta maneira, as autoridades do Espaço Schengen poderão determinar se existem motivos, ou não, para emitir a autorização de viagem. Caso não exista necessidade para uma análise mais aprofundada e o viajante não represente uma ameaça, o visto para a Europa será emitido automaticamente em questão de minutos. Se existir algum alarme ou algum elemento que tenha de ser analisado, o pedido será processado manualmente pelas autoridades competentes e a resposta será emitida uma vez esta análise esteja terminada.

Uma vez aprovado, o ETIAS será válido por 3 anos e servirá para múltiplas entradas no velho continente. Ele terá um prazo máximo de 90 dias por cada 180 dias, o que quer dizer que por cada 6 meses você pode permanecer 3 meses dentro do Espaço Schengen.

O Espaço Schengen é um tratado que garante aos cidadãos europeus o direito de circular em 26 países do continente sem precisar do controle de passaporte, criando uma área de livre circulação de pessoas e mercadorias. São eles: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia e Suíça.

Existem 6 países da União Europeia que ainda não assinaram o acordo Schengen: Irlanda, Reino Unido, Bulgária, Chipre, Croácia e Romênia. Há um total de 26 países no espaço Schengen, dos quais 22 são membros da União Europeia e os restantes 4 são membros da Associação Europeia de Livre Comércio.




Comentários




    gl