Bolsonaro enquadra Luciano Huck e o apresentador é orientado a ficar calado

Luciano Huck. Foto: Divulgação

Luciano Huck. Foto: Divulgação

Em palestra para investidores do mercado financeiro o apresentador Luciano Huck se referiu ao governo Bolsonaro como “o último capítulo do que não deu certo”. O presidente não gostou e ameaçou mostrar detalhes do contrato de empréstimo particular feito pelo animador de auditório da Globo junto ao BNDES.

Na quinta-feira, 15, sem citar o nome de Luciano Huck, o presidente Jair Bolsonaro enviou uma indireta ao empresário e apresentador em live realizada nas redes sociais. Bolsonaro reagiu e disse que revelará quem comprou jatinhos com recursos do BNDES “por ser amigo do rei”.

Fontes do Palácio do Planalto garantem que Huck e o governador de São Paulo, João Doria, precisam “baixar a bola”, senão terão seus nomes envolvidos no que eles chamam “caixa pretado BNDES”.

A coluna Painel, da Folha, deste domingo, 18, traz a informação que Huck disse a pessoas próximas que não esperava tamanha repercussão do trecho de sua palestra, na semana passada.

“O grupo de Huck não pretende revidar ou estender a polêmica. Diz que tudo o que o apresentador não precisa é precipitar uma briga com Bolsonaro. Por isso, ele foi aconselhado a não falar mais sobre o assunto”.

Fontes do Palácio do Planalto garantem que Huck e o governador de São Paulo, João Doria, precisam “baixar a bola”, senão terão seus nomes envolvidos no que eles chamam “caixa pretado BNDES”.

Comentários




    gl