Bolsonaro concede passaporte diplomático para Edir Marcedo e sua mulher

Jair Bolsonaro e Edir Macedo. Foto: Reprodução de Internet

Jair Bolsonaro e Edir Macedo. Foto: Reprodução de Internet

Dono da Rede Record e líder da Igreja Universal do Reino de Deus, o bispo Edir Macedo e a mulher Ester Eunice Rangel Bezerra foram agraciados com passaportes diplomáticos concedidos pelo governo brasileiro.

A portaria, assinada pelo chanceler Ernesto Araújo, consta na edição do Diário Oficial da União desta segunda-feira (15). Segundo a publicação, a concessão do benefício ao bispo e à esposa se deu “por entender que, ao portar passaporte diplomático, seu titular poderá desempenhar de maneira mais eficiente suas atividades em prol das comunidades brasileiras no exterior”.

O Itamaraty justificou que, com o passaporte diplomático, o “titular poderá desempenhar de maneira mais eficiente suas atividades em prol das comunidades brasileiras no exterior.”

Várias autoridades têm direito ao documento especial, como o presidente e o vice-presidente da República, ministros, governadores e funcionários da carreira diplomática.

O passaporte com validade de três anos garante uma série de facilidades para o seu portador. Além de filas exclusivas em diversos aeroportos, ele dá direito à isenção de visto de entrada em alguns países que têm acordo firmado com o Brasil.

Comentários




    gl