Em meio a ameaça de invasão ao STF, Barroso se posiciona: ‘Sem volta ao passado’

Luís Roberto Barroso. Foto: Roberto Jayme/ASCOM/TSE

O ministro do STF e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, usou as redes sociais, nesta terça-feira (7), para pedir que não haja “volta ao passado”.

A manifestação de Barroso acontece enquanto manifestantes bolsonaristas ocupam a Esplanada dos Ministérios. Muitos deles pedem o fechamento do Congresso e do Supremo Tribunal Federal (STF).

Os atos que ocorrem em Brasília foram convocados pelo presidente Jair Bolsonaro e seus apoiadores ameaçam invadir o Supremo.

Na publicação, o ministro afirmou que o país tem lugar para todos: “liberais, conservadores e progressistas”. “Brasil, uma paixão. Brancos, negros e indígenas. Civis e militares. Liberais, conservadores e progressistas. Desde 88, a vontade do povo: Collor, FHC, Lula, Dilma e Bolsonaro”, escreveu.

Ele pediu que sejam mantidas “eleições livres, limpas e seguras”. “O amor ao Brasil e à democracia nos une. Sem volta ao passado”, diz o texto do presidente do TSE.

Leia também:

+ Bolsonaro faz ameaça no primeiro discurso do dia: ‘Não admito que outras pessoas joguem fora das quatro linhas’

+ ‘Riscos de manifestações’: governo suspende entrega de 2,6 milhões de vacinas

Comentários

 




    gl