Museu LIESV – Pavão de Osasco 2006

Foto: Divulgação

O Museu LIESV apresenta hoje o desfile do Pavão de Osasco, campeã do Grupo de Acesso do Carnaval Virtual da Liga Independente das Escolas de Samba Virtuais (LIESV), em 2006. CLIQUE AQUI PARA FAZER O DOWNLOAD DOS DESENHOS DO DESFILE.

A escola fazia sua estreia na LIESV e no Carnaval Virtual, pois na época as escolas ainda eram escolhidas para desfilar sem apresentar nenhum tipo de desenho, apenas a Ficha de Inscrição, e não havia o Grupo de Avaliação, que foi criado naquele ano. Contando o enredo “Das Loucuras de um Fidalgo à Ilusão de um Povo, a Pavão Apresenta… Dom Quixote de La Mancha” a escola conquistou o título do Grupo, empatada com a Barra Funda Estação Primeira, e subiu para o Grupo Especial, onde ainda está.

Segundo o Diretor de Carnaval da escola na época, e hoje diretor da Imperatriz Paulista, João Marcos todos na agremiação queriam que ela tivesse um estilo próprio e resolveram que o enredo definiria um pouco o espírito da escola. “Na época, a LIESV tinha muitos enredos densos, então resolvi apostar em algo inédito e abstrato, aí veio a idéia de falar de Dom Quixote” destacou.

João Marcos também contou que ele não queria um enredo 100% internacional, pois acredita que todo o enredo tem de ter algo de Brasil. “Provavelmente por ter começado a acompanhar desfile de escola de samba antes de 1997, quando enredos internacionais foram liberados, eu pensei em falar sobre o “quixotismo”, esta coisa meio abstrata de lutar contra moinhos de ventos, contra gigantes, etc. e demos como foco o quixotismo do povo brasileiro”, ressaltou.

A escola também teve com um dos pontos fortes do seu desfile o samba-enredo, que segundo o Diretor de Carnaval casou perfeitamente com o enredo. “O samba foi escolhido por ter o clima romântico da história e uma letra poética e por causa disso acabou tudo dando muito certo”, salientou João Marcos.

Os desenhos foram concebidos pelos irmãos Bruno e Luis Guilherme Cavalcante, que foram três vezes campeões do Grupo Especial pela Imperatriz Paulista. Segundo João Marcos a concepção foi simples. “O nosso desafio maior foi fazer os irmãos Cavalcante mudarem o estilo de gigantismo que caracterizou o primeiro título da Imperatriz Paulista, para algo mais perto do desfile real, como eles toparam a proposta, a coisa fluiu perfeitamente”, afirmou.

De acordo com João Marcos a escola entrou com confiança e o principal destaque do desfile foi o conjunto. “O Conjunto foi nosso principal destaque, tudo combinou e cresceu, desde o espírito do samba até o que foi apresentado na tela”. O diretor ainda acrescentou que imaginava que a escola conquistaria o título, pois  tinha muita confiança no trabalho realizado por todos da agremiação.

João Marcos também garantiu que a vitória do Pavão de Osasco no Grupo de Acesso em 2006 foi uma consequência e não um objetivo e que o principal aprendizado que ficou daquele ano foi buscar a qualidade do trabalho. “Acho que o que ficou de aprendizado foi isso: buscar a qualidade artística, acima de tudo, independente de modismos, pois o que vale, no fim de tudo, é a emoção”, concluiu.

 

CLIQUE NOS LINKS ABAIXO PARA LER AS OUTRAS MATÉRIAS DO MUSEU LIESV:

Museu LIESV – Império do Progresso 2006

Museu LIESV – Estrela de São Fidélis 2004

Museu LIESV – Estrela do Amanhã 2005

Museu LIESV – Imperiais do Samba 2004

Museu LIESV – Imperatriz Paulista 2005

Comentários




mais notícias

    gl