Maioria dos brasileiros não tem interesse pela Copa do Mundo, diz pesquisa

Comércio Popular vende artigos da Copa - Foto - Fernando Frazão - Agência Brasil

Comércio Popular vende artigos da Copa – Foto – Fernando Frazão – Agência Brasil

A percepção de que há menos ruas pintadas de verde e amarelo, menos automóveis e sacadas de prédios decorados com bandeiras do Brasil e menos tudo aquilo que é habitualmente chamado de “clima de Copa” ganhou nesta terça-feira (12) um embasamento técnico.

Às vésperas do início da Copa do Mundo na Rússia, o desinteresse dos brasileiros pela competição bateu recorde ao atingir 53%, de acordo com levantamento divulgado pelo DataFolha. O país do futebol é, no momento, também o da crise econômica, política e da desconfiança.

A pesquisa foi realizada na semana passada e, em comparação com a última pesquisa, feita no final de janeiro, o número de brasileiros que afirmaram não ter nenhum interesse pelo Mundial aumentou 11%.

A falta de interesse pelo maior torneio do futebol mundial é maior entre as mulheres (61%), pessoas de 35 a 44 anos (57%), moradores da região sul (59%) e com renda familiar de até dois salários mínimos (54%). Apenas 18% dos entrevistados estão muito interessados no torneio, mesma marca dos que afirmaram ter médio interesse. Os que declararam ter pouco interesse somam 9%.

Ainda segundo o estudo, a marca é a pior desde às vésperas da Copa do Mundo de 1994, nos Estados Unidos, quando o instituto realizou pela primeira vez o levantamento de desinteresse pelo Mundial.

De 1994 até hoje, o interesse pela Copa despencou de 56% dos brasileiros para apenas 18%. A Copa do Mundo começa nesta próxima quinta-feira (14) com o jogo entre Rússia e Arábia Saudita, em Moscou. A seleção brasileira estreia no domingo (17), em partida contra a Suíça, em Rostov.

Comentários




mais notícias

    gl