Entenda a ligação do coelho, os ovos e a ressurreição de Jesus Cristo

Os primeiros ovos na Antiguidade – Foto: Reprodução.

Muita gente se pergunta sobre a origem da Páscoa. Principalmente sobre a relação do ovo, do coelho e a ressurreição de Jesus Cristo. Então vamos explicar.

A primeira coisa que devemos saber é a origem da palavra Páscoa. Jesus Cristo morreu no período da Pessach judaico, que deu origem ao latim e grego Pascha.

Os primeiros ovos cristãos surgiram ainda na Antiguidade, quando fieis da Mesopotâmia passaram a pintar ovos de vermelho, representando o sangue de Cristo.

Eslavos, que tinham uma forte tradição de pintar ovos, continuaram a fazê-lo. Então os teólogos passaram a justificá-lo como um símbolo do renascimento de Jesus da tumba, surgindo vivo como um pintinho recém-nascido e deixando para trás uma casca (a tumba) vazia.

Já a origem dos coelhos vem de antigos naturalistas, que acreditavam que os coelhos podiam se reproduzir assexuadamente, botando ovos. Teólogos medievais passaram então a usá-los como símbolo da Virgem Maria, já que se reproduziam virgens.

No século 16, alemães juntaram o ovo e o coelho, fazendo uma comparação ao Papai Noel que só dava ovos para as crianças que se comportassem. De lá, o Coelho da Páscoa foi exportado ao resto do mundo.

Por séculos, ovos de galinha cozidos e pintados eram dados na Páscoa, pois ovos eram proibidos na Quaresma, e os presentes eram parte do banquete de Páscoa. O chocolate só foi surgir no século 19.

Comentários

srzd



mais notícias