CHAT FOLIA: Imperatriz da Alegria traz a fé para seu primeiro Carnaval de Maquete

*Por Lukas Schultheiss

Desde criança, o carnavalesco Márcio Ronald desenvolveu um amor pelo carnaval, e agora chegou a vez de, finalmente, expressar todo o seu talento como carnavalesco assinando o seu primeiro desfile. A estreia será no dia 20 de Outubro, pelo Grupo B da União das Escolas de Samba de Maquete (UESM), em 2018.

Reveja os desfiles do Grupos Especial e Acesso A

Com muita fé, em um verdadeiro encontro ecumênico, a Imperatriz da Alegria apresentará o enredo: “Adoração, um ensino de fé e devoção. Um grito de liberdade a todas as religiões”. A Escola de Samba de Maquete de São João de Meriti (RJ), pretende mostrar que é possível conviver em paz, independentemente de credo ou religião, respeitando ideais e diferenças, afinal somos todos irmãos.

 Para saber mais sobre os preparativos, confira a entrevista com o presidente e carnavalesco, Márcio Ronald.

– Como é o seu relacionamento com o carnaval?

Meu relacionamento com o Carnaval surgiu desde criança quando assistia aos desfiles pela TV e gostava de reproduzir com meus brinquedos. Era tão bom essa época, eu pegava minhas pistas de hotweels, acho que é assim que escreve (risos), para fazer de bases e os cenários do chão e os meus bonecos grandes para fazer as esculturas.

– Como surgiu a ideia de criar uma escola de samba de maquete e participar da UESM?

A ideia surgiu depois que eu passei a acompanhar os desfiles de maquete no meio do ano passado. Meu início não foi muito bom, mas foi cheio de dedicação e criatividade.

– Explique a escolha do nome e do símbolo escola.

Imperatriz da Alegria surgiu depois de vários outros nomes que eu já coloquei, porém para criá-lo eu tinha pretensão de algo feminino e que remetesse ao que eu vivi com relação ao carnaval na minha infância a alegria. A “Imperatriz”, meio que surgiu este ano quando fui comprar a coroa a mulher havia me perguntado qual eu queria a de rei ou de Imperatriz dai eu me interessei mais por esse nome. Pois estava em busca de um nome com uma cara de clássica e tradicional. Daí surgiu o nome, depois de um tempo… Imperatriz da Alegria.

– E as cores, como foram escolhidas?

Na as cores surgiram diferente. O rosa, surgiu por uma paixão da minha falecida avó pela escola de samba Estação Primeira de Mangueira. Por isso eu escolhi esse tom de rosa, não é um tom qualquer, tinha que ser esse para me fazer lembrar tanto da Mangueira, quanto da minha falecida avó. O dourado surgiu como algo mais, por querer ser um pouco diferente das outras escolas junto ao preto que foi a solução para dar mais força a essa escola que precisava muito. Além de ser uma forma de dizer que meu coração, com relação a este assunto da minha falecida avó está em luto, porém por ele realçar mais as cores da minha majestade de Meriti como se estivesse dando realmente uma força nela oque visualmente ajudou e muito.

– O seu enredo vai falar sobre a religiosidade, mas parte do ensino da fé, como será este diferencial na avenida?

O enredo surgiu pois queria retratar um tema um polêmico! Pois falar de religião por si só já dá uma certa polêmica né, mas eu não queria falar da forma chata que todos conhecem separando em blocos cada religião, sem ao menos mostrar todas ou quase todas de uma forma de União. Sei que muitas religiões não são Unidas. Por isso, a mensagem é união, amor, respeito e paz. Por que não mostrar isso de fato no desfile de forma clara e não abstrata como uma mensagem que ficou no ar.

– O samba apesar de recente é muito conhecido. Conte sobre ele.

O samba foi um presente do meu amigo João Matheus, que me passou esse samba de 2014 da Mocidade Alegre (SP) que fala de quase tudo que tinha no meu projeto do desfile na sinopse. Ele se encaixou como uma luva, até mesmo para essa ideia de “e o samba diz amém ” meio que remetendo a fé de todos os sambistas pois para uns são amém, outros axé e assim vai.

– Como estão os trabalhos de barracão?

Bom o barracão está bem adiantado. Recentemente (agosto) iniciei as confecções das fantasias das alas. Creio que com fé a gente chega lá.

– Pretende usar algum material diferente?

Material diferente não sei se tem, pois não sei como foram feitas as outras alegorias de outras escolas de outros anos. Mas, a Imperatriz vem meio na ideia sustentável, usando materiais que iriam para o lixo para usar em alguns carros. Alguns materiais vão ter fácil identificação, outros não.

– Neste primeiro ano, qual vai ser o grande momento de seu desfile?

Acho o terceiro setor que fala da religião das matas e a conscientização sobre a mãe natureza. Mas o ministério desta religião, das matas, regida por tupã, acho que impactará para valer o desfile vai ser bem massa.

E não esqueça, os desfiles do Grupo B do Carnaval de Maquete acontecem nos dias 20 e 21 de Outubro a partir das 14h30. Você pode acompanhar todos os detalhes dos desfiles pelo site oficial (www.uesm.com.br) onde as agremiações se apresentarão em forma de vídeo e contarão com narração ao vivo.

Saiba mais sobre o Carnaval de Maquete da UESM

Página oficial

Facebook

Youtube

Instagram

*em colaboração voluntária ao SRZD

Comentários




mais notícias

    gl