CHAT FOLIA: Crítica e fantasia estarão presentes no desfile da Mocidade do Itaim Paulista

Se confiança e entusiasmo fazem a diferença a Mocidade do Itaim Paulista está preparada para o carnaval de 2018 e parece ter esquecido os problemas enfrentados no passado. A agremiação que fará seu terceiro desfile na União das Escolas de Samba de Maquete – UESM, entrará na avenida no dia 21 de outubro com o enredo “O País das Maravilhas, é o Brasil?”. Com uma crítica da atual situação enfrentada pelo brasileiro a MIP promete entrar forte e garante até fogo na avenida. Acompanhe o bate papo com o presidente e carnavalesco Denis Rafael.

Em 2018 será o terceiro desfile da escola na UESM. Em 2016 e 2017 a Mocidade teve vários problemas no seu desfile. Como você vem se preparando para superar as dificuldades e o trabalho apresentado nos carnavais passados?

Bom, este ano contamos com um time de 3 pessoas na equipe de barracão, Guilherme, Ana Beatriz e Carol, que também ajudaram na gravação do desfile. Ainda, investimos na pista e câmera para filmagem, buscando melhor qualidade visual e técnica.

E quanto a plástica do desfile, o que podemos esperar?

Estamos bem satisfeitos com a plástica, esse ano vamos apresentar algo moderno e tradicional. Procuramos ao máximo fazer algo de qualidade. Fantasias volumosas e bem acabadas serão nosso diferencial.

E terá alguma novidade, surpresa?

Fogo de verdade. Em um certo momento vamos brincar com fogo na avenida. Aguardem.

Fogo? Conte mais (risos). Seria essa sua parte preferida do desfile?

A MIP vai misturar em um grande caldeirão a crítica social e o lúdico do filme e livro Alice no país das maravilhas. Vamos ter nosso lúdico, porém com uma mensagem um pouco sufocante e assustadora, que nada mais é do que nossa situação como brasileiro. Já minha parte favorita é o encontro do reino da rainha e o campo de batalha da rainha de copas. Muita atenção porque nosso abre alas vai surpreender!

É um enredo crítico baseado na história de Alice no país das maravilhas, isso?

Isso, vamos envolver política com a situação de brasileiro (fome, miséria, desemprego, racismo, feminismo, homofobia) com a ideia de comparação ao país das maravilhas do filme de Alice, onde o país estava sendo governado por o senhor tempo rainha de Copas e o povo padecendo. Todo ano a gente escolhe enredos fáceis, esse ano é um desafio. O mais legal no enredo é que no fim fica um ponto de interrogação: até que dia isso vai durar? Alice conseguiu arrumar toda a bagunça, será que nós também vamos conseguir?

Conte mais desse enredo, como será dividido, o que o público poderá ver nele?

Como eu citei, o tema é um espelho da Alice com uma situação do brasileiro. O início do desfile explica a ilusão de lugar bonito, Alice vai ver uma coisa que é outra. Na segunda parte do desfile é quando a gente entra no conto de Alice no país das maravilhas, vamos nos divertir com batalhas, encontrar o jogo de xadrez, o jogo de cartas e outros elementos que vão compor esse segundo setor. Já o terceiro e último setor é quando vem as críticas sociais do Brasil, onde fechamos com um carro 100% brasileiro, com fauna e flora nas cores da bandeira do Brasil. É um enredo fácil de entender para quem conhece as duas histórias que serão contadas. A sinopse e o samba da Beija-Flor de 1991 vão ajudar muito também.

Você anunciou no final do primeiro semestre deste ano um enredo sobre maquiagem, porque decidiu trocar?

Na realidade já tínhamos o organograma pronto do nosso tema “A beleza está nos olhos de quem vê”, compras do carnaval realizadas, foi quando recebemos dicas da direção que abraçou a escola. Como eu adoro a trabalhar no lúdico, agarrei de cara. É até legal colocar aqui para vocês, porque as vezes é mais fácil fazer um carnaval completo do que reduzir, um problema que estávamos enfrentando. Subindo para o grupo A quem sabe a gente compre essa promessa de enredo que é a cara da escola e de toda a comunidade da MIP.

E para você, o que não pode faltar para um bom desfile de maquete?

Beleza e técnica.

E carnaval para você é…

Emoção.

E qual a expectativa para este carnaval?

Estamos apostando 100% neste desfile para sair do grupo B. Da muito trabalho, mas vamos chegar lá, falo isso porque são 3 anos neste grupo. Respeito todas as coirmãs, mas 2018 é a nossa vez, por isso essa motivação precisa ser compartilhada. E aguardem, este tema de enredo terá continuação no próximo ano, quem ler a sinopse vai entender melhor.

Reveja os desfiles do Grupos Especial e Acesso A

 

E não esqueça, os desfiles do Grupo B do Carnaval de Maquete acontecem nos dias 20 e 21 de Outubro a partir das 14h30. Você pode acompanhar todos os detalhes dos desfiles pelo site oficial (www.uesm.com.br) onde as agremiações se apresentarão em forma de vídeo e contarão com narração ao vivo.

Saiba mais sobre o Carnaval de Maquete da UESM

Página oficial

Facebook

Youtube

Instagram

*em colaboração voluntária ao SRZD

Comentários




mais notícias

    gl