Rádio: CBN não está entre as 10 mais ouvidas e perde prestígio junto ao público e anunciantes

CBN. Foto: Divulgação

CBN. Foto: Divulgação

Os dados de audiência ‘FM local’, medidos pelo Kantar Ibope Media do último trimestre de 2017 constatam que no Rio de Janeiro a CBN  não figura nem entre as 10 mais importantes emissoras do estado. A divulgação feita pelo site especializado “Tudo de Rádio”  mostra, no entanto, que é um problema mais específico, já que “quatro das cinco primeiras colocadas apresentaram variações positivas na média de ouvintes por minuto no 05h-00h (todos os dias e locais/FM+WEB) em relação à pesquisa anterior.

O quadro positivo não se repetiu nas emissoras do Grupo Globo.

As dez emissoras em ordem de preferência do público são:

1) Melodia;

2) FM O Dia

3) Super Rádio Tupi FM;

4) JB FM 99.9 (líder no formato adulto-contemporâneo, quarto geral);

5) FM 93.3;

6) MIx;

7) Rádio Globo;

8) Rádio Mania FM;

9) SulAmérica Paradiso;

10)BandNews.

Vale a ressalva que a Band News, em 90.3,  continua variando de forma positiva, figurando próxima da 104.5 FM no período de 05h-00h (todos os dias e locais/FM+WEB). E, em horários comerciais mais atrativos, como 06h-19h (segunda à sexta-feira), a BandNews FM está em nono geral.

A derrocada da CBN, que historicamente havia amealhado sucessos, é um problema sério junto aos anunciantes, já que a cada dia é menos ouvida. Os chamados formadores de opinião se dividem entre ouvir música de qualidade na Rádio JB FM e notícias na Band. A CBN precisará de mais esforço para deixar a décima sexta posição.

O meio FM carioca também viu variações positivas nos índices das rádios Antena 1 FM 103.7 (essa ganhou uma colocação em relação à medição passada, superada apenas pela BandNews FM e Transamérica FM 101.3 como rádios mais próximas do “top 10” em períodos importantes da pesquisa) e Alpha FM 94.9 (a novidade do dial, esta que aos poucos oscila positivamente na pesquisa).

A medição de audiência realizada pelo Kantar Ibope Media conta com vários cenários diferentes. O abordado aqui é acompanhado pelo tudoradio.com desde 2007, mostrando a evolução do meio FM na média de audiência por minuto das estações medidas. Para algumas emissoras é importante estar entre os maiores volumes de audiência, mas para outras o foco é estar bem posicionada dentro de seu segmento e/ou público-alvo, situações que vão determinar as estratégias de cada estação.

Também é importante considerar que a média de ouvintes por minuto é um dos dados considerados pelo mercado. A pesquisa conta com outros índices e valores, como share (partilha do meio FM/AM entre as rádios medidas), índice absoluto de audiência, alcance (total de ouvintes diferentes impactados pela rádio durante um determinado períodos de tempo), entre outros dados.

Cerca de 25 FMs são medidas na atual pesquisa de audiência do Grande Rio de Janeiro.

Comentários




    gl