Colunas

O que ganha a sociedade ao fazer sua opção pela censura?

Exposição Queermuseu - Cartografias da Diferença na Arte Brasileira. Foto: Reprodução/Facebook

Exposição Queermuseu – Cartografias da Diferença na Arte Brasileira. Foto: Reprodução/Facebook

Qual o papel dos artistas senão provocar, instigar e mexer com a cabeça do outro? A arte sempre foi uma expressão humana importante para se ultrapassar limites e alcançar o progresso. O olhar diferente pode ser a semente de uma civilização mais aberta à pluralidade. Aceitar o outro e o que ele pensa é antes de tudo um sinal de generosidade.

Veja no vídeo abaixo um pouco do que penso sobre a decisão dos curadores de exposição instalada no Museu Santander, em Porto Alegre, que simplesmente a encerraram depois de críticas vindas principalmente da direita brasileira. O silêncio de parte da classe artística é sintomático. Nunca é demais republicar “Intertexto”, de Bertolt Brecht:

Primeiro levaram os negros
Mas não me importei com isso
Eu não era negro

Em seguida levaram alguns operários
Mas não me importei com isso
Eu também não era operário

Depois prenderam os miseráveis
Mas não me importei com isso
Porque eu não sou miserável

Depois agarraram uns desempregados
Mas como tenho meu emprego
Também não me importei

Agora estão me levando
Mas já é tarde.
Como eu não me importei com ninguém
Ninguém se importa comigo.

Comentários

srzd



mais notícias