Coroas saradas, poderosas e cheias de vitalidade não estão nem aí para o conservadorismo

Betty Faria. Foto: Instagram

Betty Faria. Foto: Instagram

Por que Betty Faria de biquíni cavado malhando na sua varanda virou notícia? Susana Vieira, outra setentona, gosta de namorar, isso te incomoda? E qual a razão do desconforto em ver Dercy Gonçalves com os seios de fora no desfile de escola de samba?

Lembra de “Eduardo e Mônica”, de Renato Russo, da banda Legião Urbana? Mônica não só era mais madura que o namorado, como mais velha, também. Eles quebraram tabus.

Quem um dia irá dizer
Que existe razão
Nas coisas feitas pelo coração?
E quem irá dizer
Que não existe razão?
(…)
Eduardo e Mônica eram nada parecidos
Ela era de Leão e ele tinha dezesseis

O casal é uma invenção de Russo, imaginada depois de observar namorados “nada convencionais” que se esbarravam nas quadras de Brasília. Entre eles, uma amiga bem próxima, a artista plástica Leo (Leonice) Coimbra, que estava começando a namorar um cara mais jovem, seu futuro marido, Fernando Coimbra”, conta o jornalista Carlos Marcelo, autor de “Renato Russo — O filho da revolução”, biografia do líder da Legião.

Susana Vieira vive uma relação de amor e ódio com o público que reconhece seu talento, mas não gosta de vê-la se relacionando com rapazes mais novos.

Susana Vieira. Foto: Tata Barreto/Riotur
Susana Vieira. Foto: Tata Barreto/Riotur

O ex-namorado de Susana Vieira, Sandro Pedroso, conta que chegou a pedir Susana em casamento, mas ela não aceitou. O que nos leva à conclusão que ela gosta de namorar, e não exatamente o casamento tradicional. Em tempo: a atriz já declarou que não aceita o papel que outros querem para ela: “Não vou terminar a vida fazendo tricô, talvez, pulando de parapente (…) Temos que estar bem, com o corpo bom. O mundo continua valorizando a juventude e a magreza. Então, dentro do possível, estou no páreo”, acredita.

Susana já disse que para o homem seduzi-la tem que saber lidar com o que ela chama de sua “força e prepotência”. “Tem que admirar esse lado porque, antes de ficar ursinha, chego ursona. Se ele gostar dessa, a pequenininha surge que é um amor. Também sei ser boazinha”. Há 3 anos, numa entrevista para “Caras”, a atriz surgiu surpreendente: “Mulher não pode achar que veio ao mundo para casar (….) Dispenso homem para quase tudo”, diz ela.

Falemos de Betty Faria, agora. Ela postou uma foto em seu Instagram em que aparece malhando de biquíni na varanda de seu apartamento, de frente para a praia de Ipanema, no Rio de Janeiro. A foto causou. Os comentários foram elogiosos num primeiro momento. Ela justificou a postagem dizendo que luta contra a artrite reumatóide, uma doença crônica e inflamatória, sem cura, e que se manifesta por dor e inchaço de várias articulações ao mesmo tempo. Por isso, precisa da atividade física mais intensa.

Mesmo depois de justificar a causa nobre, você acredita que teve gente, inclusive mulheres, que não gostaram de ver uma senhora de 76 anos expondo sua silhueta, assim… digamos… a sol aberto?

Estes casos pinçados refletem padrões de comportamento impostos por anos a fio que dizem que “mãe” ou “avó” não usam roupas das filhas, não podem demonstrar seus apetites sexuais, seus atributos físicos, seus desejos primitivos, sua vontade de beijar na boca ou apresentar-se de bem com sua força vital.

Os adolescentes não querem que suas mães apareçam nem na porta das festas onde eles frequentam. Os parceiros ainda veem com algum constrangimento a mulher que amam vestida com decotes mais ousados. Muitas mulheres mais velhas continuam achando-se “carta fora do baralho” e aceitam o estilo que esperam dela e não o que elas pensam ser o melhor para si.

Susana Vieira, Betty Faria e Dercy Gonçalves são exemplos de pessoas que simplesmente fazem (ou fizeram) o que acham que devem fazer e não demonstram estar incomodadas com o “incômodo” alheio. Temos mais o que fazer do que ficarmos metendo o bedelho na vida alheia.

Comentários




mais notícias

    gl