Nyldo Moreira. Foto: Fausto Império

Nyldo Moreira

Jornalista, especializado em cultura e economia. Ator e autor de peças de teatro. Apresentou-se cantando ao lado de artistas, mas não leva isso muito a sério. Pratica a paixão pela música em forma de textos e críticas. Como diretor, esteve a frente de dois curtas, um deles que conta a vida no teatro.

Mega feira de artesanato movimenta SP

Stand na Mega Artesanal / Foto: Alexandre Nicotelli

Stand na Mega Artesanal / Foto: Alexandre Nicotelli

Acontece deste terça-feira (11) e vai até amanhã (16) a Mega Artesanal, no São Paulo Expo. O evento reúne 340 expositores em 30 mil m2, dentre eles estão lojas que comercializam materiais para artesanato, produtos criados por artesãos, um setor de confeitaria e diversos cursos rápidos. O artesanato brasileiro também ajuda a movimentar a economia do país, é o que aponta uma pesquisa realizada com 3.649 profissionais da área. De acordo com o Clube do Artesanato, 49% dos entrevistados utilizam o que fazem com as mãos como fonte alternativa de renda, enquanto apenas 17% estão formalizadas como MEI (Microempreendedor Individual).

 

Essa já é a 11ª edição do evento, que começou em 2003 muito mais enxuta do que é hoje. A Mega Artesanal vai além de um grande encontro entre artistas plásticos, pois há visitantes que apenas simpatizam com o setor e criam seus próprios pertences em casa, ou marcam presença para comprar artefatos prontos. Linhas de costura, bonecas de pano, caixas de madeira, bijus, pinturas, massinhas, fitas, cordas, papel, tudo é arte na mão de quem tem criatividade. Ainda sobre a pesquisa, 31% dos entrevistados utilizam a renda oriunda desses materiais para sustentar suas famílias, e 56% admitem que é uma imprescindível ajuda no atual cenário de crise.

 

“A originalidade, diversidade e criatividade do artesanato brasileiro são reconhecidos no mundo todo. Cada região tem sua peculiaridade e imprime no trabalho artesanal sua identidade. Mas, infelizmente, ainda falta profissionalização. Nossa pesquisa mostra que 65% dos entrevistados nunca procurou o SEBRAE para tirar dúvidas sobre como empreender na área e apenas 24% fez algum curso de gestão financeira”, conta Lucas Ferreira, gestor de Marketing da PH FIT, detentora da marca Fitas Progresso e idealizadora do Clube do Artesanato.

Público participa de curso na Mega Artesanal/ Foto: Alexandre Nicotelli
Público participa de curso na Mega Artesanal/ Foto: Alexandre Nicotelli

O Brasil é um país festivo e essas datas são grandes oportunidades para alavancar as vendas do artesanato. “O brasileiro é muito criativo e o artesanato é ótima alternativa para quem quer ganhar um dinheiro extra. De acordo com o nosso levantamento, 70% das pessoas fazem artesanato e vendem entre amigos e familiares e apenas 8% têm uma pequena loja, o que comprova, mais uma vez, a informalidade neste ramo de negócio”, completa Ferreira. 

 

Ainda é possível visitar a feira, que termina amanhã em São Paulo. Os ingressos podem ser comprados na hora por R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia-entrada). Há traslado gratuito do metrô Jabaquara para o local do evento. Também há cursos para participar e a inscrição é feita no próprio stand.

 

Comentários

srzd



mais notícias