Celso Sabadin

Jornalista, crítico de cinema, professor, escritor, curador e cineasta. É autor dos livros "Vocês Ainda Não Ouviram Nada - A Barulhenta História do Cinema Mudo", "Éramos Apenas Paulistas", biografia do cineasta Francisco Ramalho Jr., e "O Cinema como Ofício", biografia do cineasta Jeremias Moreira. Roteirizou e dirigiu o longa metragem "Mazzaropi", lançado em 2013, e o curta "Nem Isso", a partir da obra de Luís Fernando Veríssimo, lançado em 2015. Corroteirizou e codirigiu a série de TV "Mazzaropi, Uma Série de Causos", exibida no Canal Brasil. É editor do site "Planeta Tela", especializado em Cinema, e sócio-fundador da Abraccine - Associação Brasileira de Críticos de Cinema.

‘El Amparo’ e as veias eternamente abertas da América Latina

El Amparo. Foto: Divulgação

El Amparo. Foto: Divulgação

“El Amparo” é um filme que conquista aos poucos. Confesso que nos primeiros 15 minutos fiquei meio atônito diante das imagens pra lá de realistas de uma pequena vila de pescadores que leva o nome do filme, situada em algum lugar perdido entre Colômbia e Venezuela. Cheguei a pensar que era um documentário. Cheguei a pensar que o filme não sairia daquilo. Porém, logo se percebe que este início de jeitão documental é fundamental para que se crie a necessária empatia com os moradores do local. Moradores que irão passar por uma situação violenta e de extrema injustiça causada por interesses políticos.

Parece uma sina tristemente inevitável desta nossa América Latina: o círculo vicioso que se cria entre a manipulação política, a desinformação, e uma justiça eternamente submetida aos interesses dos poderosos. A capacidade dos donos do poder em criar dúvidas e desconfianças capazes de dividir a mais unida das comunidades. Aqui, porém, o contraponto se estabelece na postura ética de um povo simples que tem em sua firmeza de caráter a sua maior riqueza. Talvez a única.

A indignação causada pela situação se potencializa ainda mais quando se revela que o filme foi baseado em acontecimentos reais ocorridos em 1988 naquele local. E que certamente continuam a ocorrer em várias outras localidades semelhantes dominadas por podres poderes semelhantes.

Premiado em Biarritz e Havana, “El Amparo” é uma coprodução entre Venezuela e Colômbia, e tem estreia brasileira nesta quinta, 12/10.

Comentários

srzd



mais notícias