Ana Carolina Garcia. Foto: SRZD

Ana Carolina Garcia

Jornalista formada pela Universidade Estácio de Sá, onde também concluiu sua pós-graduação em Jornalismo Cultural. Em 2011, lançou seu primeiro livro, "A Fantástica Fábrica de Filmes - Como Hollywood se Tornou a Capital Mundial do Cinema", da Editora Senac Rio.

‘Vingadores: Guerra Infinita’ ultrapassa a marca de US$ 2 bilhões

Dirigido pelos irmãos Anthony e Joe Russo, longa entrou em cartaz nos cinemas brasileiros no dia 26 de abril (Foto: Divulgação).

Há quase dois meses em cartaz, “Vingadores: Guerra Infinita” (Avengers: Infinity War – 2018) continua subindo no ranking das maiores bilheterias da História do cinema. No último final de semana, o longa dirigido pelos irmãos Anthony e Joe Russo superou a marca de US$ 2 bilhões de dólares em todo o mundo, de acordo com o Box Office Mojo.

 

Ocupando a quarta posição do ranking, “Vingadores: Guerra Infinita” se aproxima do terceiro colocado, “Star Wars: O Despertar da Força” (Star Wars: Episode VII – The Force Awakens – 2015), que arrecadou cerca de US$ 2,068 bilhões em bilheterias mundiais.

 

E, por falar na franquia criada por George Lucas em 1977, “Han Solo: Uma História Star Wars” (Solo: A Star Wars Story – 2018) segue como uma decepção de bilheterias. Em sua terceira semana em cartaz, o longa faturou aproximadamente US$ 315 milhões ao redor do globo. A arrecadação seria alta para outros títulos, mas não para um filme que carrega a marca “Star Wars”, como dito anteriormente.

 

Mesmo assim, “Han Solo: Uma História Star Wars” é o maior faturamento da carreira do diretor Ron Howard, que, no último domingo, dia 10, afirmou estar orgulhoso do longa. “Estou orgulhoso de ‘Han Solo: Uma História Star Wars’ e do elenco e da equipe que trabalharam duro para dar aos fãs uma nova adição divertida. Como diretor, me sinto mal quando as pessoas que eu acredito (e pesquisas apontam) que muito provavelmente curtirão o filme… não o assistam em uma tela grande com ótimo som”, disse o cineasta em sua página no Twitter.

 

Leia também:

Crítica: ‘Han Solo: Uma História Star Wars’ não faz jus à série que o originou

Crítica: ‘Vingadores: Guerra Infinita’ é a produção mais sombria e arriscada do UCM

Comentários




mais notícias

    gl