Ana Carolina Garcia. Foto: SRZD

Ana Carolina Garcia

Jornalista formada pela Universidade Estácio de Sá, onde também concluiu sua pós-graduação em Jornalismo Cultural. Em 2011, lançou seu primeiro livro, "A Fantástica Fábrica de Filmes - Como Hollywood se Tornou a Capital Mundial do Cinema", da Editora Senac Rio.

Festival de Cannes começa nesta terça

“Era Uma Vez em… Hollywood” entra em cartaz em 15 de agosto (Foto: Divulgação).

Começa nesta terça-feira, dia 14, a 72a edição do Festival de Cannes. E o filme responsável pela abertura do evento na Croisette é “Os Mortos Não Morrem” (The Dead Don’t Die – 2019), de Jim Jarmusch. Concorrendo à Palma de Ouro, o longa é uma mistura de comédia e terror, estrelada por Bill Murray, Adam Driver e Chloë Sevigny.

 

Além de “Os Mortos Não Morrem”, outros 20 títulos concorrem à Palma de Ouro, entre eles, o brasileiro “Bacurau” (2019), de Juliano Dornelles e Kléber Mendonça Filho, a coprodução brasileira “O Traidor” (Il traditore – 2019), de Marco Bellocchio, e “Era Uma Vez em… Hollywood” (Once Upon a Time in… Hollywood – 2019), de Quentin Tarantino, que marca a despedida de Luke Perry da tela grande. Eterno Dylan McKay de “Barrados no Baile” (Beverly Hills 90210 – 1990 – 2000), Perry faleceu em março deste ano em decorrência de um Acidente Vascular Cerebral (AVC), poucos dias após o anúncio do retorno de seus colegas de elenco para um revival da aclamada série criada por Aaron Spelling no início dos anos 1990 – intitulado “BH90210” (Idem – 2019), o spin-off tem estreia prevista para agosto deste ano nos Estados Unidos.

 

Nesta edição, o júri da competição oficial é presidido por Alejandro González Iñárritu, vencedor dos prêmios de melhor direção e do Júri Ecumênico por “Babel” (Idem – 2006), e conta com as atrizes Elle Fanning e Maimouna N’Diaye, e com os cineastas Kelly Reichardt, Alice Rohrwacher, Enki Bilal, Robin Campillo, Yorgos Lanthimos e Pawel Pawlikowski.

 

Aos 83 anos de idade, o francês Alain Delon é o grande homenageado do Festival de Cannes 2019. No dia 19, o ator receberá a Palma de Ouro Honorária numa cerimônia de gala que contará com a exibição de “Cidadão Klein” (Mr. Klein – 1976), de Joseph Losey.

 

Sylvester Stallone é outro homenageado do evento, e desembarcará em Cannes no dia 24 para a sessão especial de “Rambo – Programado para Matar” (First Blood – 1982), que contará também com a exibição de algumas cenas de “Rambo V” (Rambo V: Last Blood – 2019), de Adrian Grunberg.

 

Sem nenhuma produção original Netflix em sua programação, o Festival de Cannes ainda será palco para a première de gala de um dos filmes mais aguardados deste ano: “Rocketman” (Idem – 2019). Dirigida por Dexter Fletcher, a cinebiografia de Elton John (Taron Egerton) será exibida nesta quinta-feira, dia 16, com a presença do cantor, condecorado Cavaleiro da Ordem do Império Britânico pela Rainha Elizabeth II em 1998. “Rocketman” entra em cartaz nos cinemas brasileiros em 30 de maio.

 

O Brasil também se faz presente no Festival de Cannes nas mostras: Um Certo Olhar, com “A Vida Invisível de Eurídice Gusmão” (2019), de Karim Aïnouz; na Quinzena dos Realizadores, com “Sem Seu Sangue” (2019), de Alice Furtado; e na ACID, com “Indianara” (2019), de Aude Chevalier-Beaumel e Marcelo Barbosa.

 

Confira a lista dos indicados à Palma de Ouro de 2019:

– “Os Mortos Não Morrem”, de Jim Jarmusch;

– “Les Misérables” (Idem – 2019), de Ladj Ly;

– “Bacurau”, de Juliano Dornelles e Kléber Mendonça Filho;

– “Atlantique” (Idem – 2019), de Mati Diop;

– “Sorry We Missed You” (Idem – 2019), de Ken Loach;

– “Little Joe” (Idem – 2019), de Jessica Hausner;

– “Dor e Glória” (Dolor y Gloria – 2019), de Pedro Almodóvar;

– “The Wilde Goose Lake” (Idem – 2019), de Diao Yinan;

– “La Gomera” (Idem – 2019), de Corneliu Porumboiu;

– “A Hidden Life” (Idem – 2019), de Terrence Malick;

– “Portrait de la jeune fille em feu” (Idem – 2019), de Céline Sciamma;

– “Le jeune Ahmed” (Idem – 2019), de Jean-Pierre e Luc Dardenne;

– “Frankie” (Idem – 2019), de Ira Sachs;

– “Era Uma Vez em… Hollywood”, de Quentin Tarantino;

– “Parasite” (Idem – 2019), de Bong Joon Ho;

– “Matthias et Maxine” (Idem – 2019), de Xavier Dolan;

– “Roubaix, une lumière” (Idem – 2019), de Arnaud Desplechin;

– “O Traidor”, de Marco Bellocchio;

– “Mektoub, My Love: Intermezzo” (Idem – 2019), de Abdellatif Kechiche ;

– “It Must be Heaven” (Idem – 2019), de Elia Suleiman;

– “Sibyl” (Idem – 2019), de Justine Triet.

 

Leia também:

Festival de Cannes 2019: Nadine Labaki é a presidente do júri da mostra Um Certo Olhar

Comentários




    gl