Primeiro mestre-sala deixa a Barroca Zona Sul

Desfile 2018 da Barroca Zona Sul. Foto: SRzd – Wadson Ferreira

Após a saída da primeira porta-bandeira Pamela Yuri, foi a vez de seu parceiro de dança, Anderson Guedes, deixar a Barroca Zona Sul.

A dupla estreou neste ano defendendo o pavilhão verde e rosa. Os motivos da saída não fora informados, nem por ele, nem pela agremiação.

A Barroca já anunciou seu tema para a próxima disputa no Carnaval paulistano: “Okê Arô”, em reverência  à Oxóssi. O termo significa “Salve o grande caçador” e é saudação ao Orixá.

Além da definição da história que vai contar na Avenida, também programou a festa de lançamento para o dia 20 de maio, às 13h, em sua sede, com feijoada, show do grupo Quesito Melodia e ingressos por R$ 30. Na ocasião serão apresentados os quatro integrantes da comissão artística, atuando no desenvolvimento do projeto fazendo o papel do carnavalesco e, provavelmente, segundo apurou a reportagem do SRzd, o novo primeiro casal. Outra comissão criada, é de harmonia, formada por João Neguinho, Ivan Bate Cabeça, Angelica Barbosa, Fábio Coelho e Luis Guilherme.

No último concurso, com o enredo; “Carnevale, a magia da folia”, a Barroca garantiu um ótimo terceiro lugar no Grupo de Acesso 1, logo no primeiro desfile após o título do Grupo 1 da União das Escolas de Samba de São Paulo, a Uesp, em 2017.

+ Relembre o desfile 2018 da Barroca Zona Sul

Após a saída do carnavalesco Mauro Xuxa, a Barroca já havia comunicado a renovação de contrato de Marcão, diretor de Carnaval, e do intérprete Pixulé, estreante na entidade este ano. Os mestres Fernando Negão e Acerola de Angola, nota 40 em 2018, seguem no comando da bateria verde e rosa.

Comentários




mais notícias

    gl