Louco de saudade! Conheça o samba da X-9; homenagem para Arlindo Cruz

Lançamento de samba-enredo da X-9 Paulistana. Foto: SRzd – Guilherme Queiroz

Na noite deste domingo (29) a X-9 Paulistana apresentou o hino do enredo em homenagem ao cantor e compositor carioca Arlindo Cruz, tema do desfile 2019.

+ Fotos do lançamento do samba 2019 da X-9

+ Darlan Alves detalha processo de criação do samba

+ Ouça a versão em estúdio do samba 2019 da X-9 Paulistana

“Meu lugar é cercado de luta e suor, esperança num mundo melhor! O show tem que continuar”, é o título escolhido para a história que será contada no sambódromo do Anhembi no próximo ano, inspirada nos trechos de duas canções do cantor; “Meu lugar” e “O show tem que continuar”, em parceria com o Fundo de Quintal. Conheça o samba:

 

*Até o momento da publicação desta reportagem a escola de samba X-9 Paulistana optou por não divulgar a letra e o áudio oficial do samba-enredo 2019.

+ veja algumas fotos do evento

(clique nas imagens para ampliar)

Diferente dos anos anteriores, a direção xisnoveana optou por não realizar o concurso de samba-enredo eliminatório.

Então, foram convidados alguns poetas consagrados no segmento e que, de alguma forma, possuem relações com Arlindo.

É o caso de André Diniz, que ao lado de Arlindo e Martinho da Vila assinam o samba campeão da carioca Unidos de Vila Isabel, em 2013; “A Vila canta o Brasil, celeiro do mundo – Água no feijão que chegou mais um”, conhecido pelo refrão: “… Festa no arraiá é pra lá de bom…” .

Além de André formam a parceria Arlindinho, Cláudio Russo, Márcio André Filho, Valência e Darlan Alves, intérprete oficial da X. Acyr Marques chegou a ser anunciado com outro integrante do time, mas devido a dificuldade de agenda, segundo apurou a reportagem do SRzd, não assina a obra.

“A parceria inédita comemora o resultado que transcendeu e se transformou em um grandioso tributo ao Arlindo”, afirmou o diretor de Carnaval da escola, Pê Santana.

Beth Carvalho, Péricles, Dudu Nobre, Leandro Lehart, Ronaldo Craque de Samba (ex-Fundo de Quintal), Prettos, Reinaldo, Armando Polêmico, Marquynhos Sensação, Xande de Pilares, o grupo Fundo de Quintal, Anderson e André do grupo Molejo, integrantes da Velha Guarda da X-9, Vai-Vai, Camisa Verde e Branco, Unidos do Peruche e Nenê de Vila Matilde, Turma do Pagode e Leandro Sapucahy foram chamados e gentilmente fizeram participações especiais gravadas em estúdio, com direção musical de Darlan:

“Vivemos momentos muito especiais e emocionantes durante as gravações ao lado desses grandes sambistas. O carinho, respeito e gratidão desse time de estrelas pela pessoa, profissional e amigo que é o Arlindo trouxe uma energia diferente para essa obra. Além deles abrilhantarem o trabalho, dedicaram uma emoção especial e direcionada para nosso ilustre homenageado. Eu só tenho a agradecer”, declara Darlan.

“…O meu lugar…”

Considerado um dos maiores artistas vivos do Brasil e ícone do gênero, Arlindo Cruz tem mais de 550 músicas gravadas por diversos intérpretes e é considerado o responsável pela proliferação do banjo no samba.

Em sua carreira, que contabiliza mais de três décadas de sucesso, frequentou, ainda jovem, as rodas de samba do Cacique de Ramos, integrou o grupo Fundo de Quintal, fez parceria com Sombrinha e viajou por todo o país em turnês com sua carreira solo.

Com 59 anos, Arlindo Cruz sofreu, em março do ano passado, um AVC hemorrágico, em sua casa, no Recreio dos Bandeirantes, no Rio de Janeiro.

Atualmente, segue em tratamento com o apoio incondicional de familiares, amigos e fãs. Carismático, fez incontáveis apresentações e composições para escolas de samba e projetos culturais.

X-9 será a penúltima a desfilar na sexta-feira, 1 de março

Com a homenagem definida, a X-9 também já fechou todo o seu time de profissionais para esta temporada.

Darlan Alves segue no comando do carro de som pelo terceiro ano seguido. Além da renovação de contrato do carnavalesco Amarildo de Mello, também terão a continuidade do trabalho na X Daniel Vitro e Lyssandra Grooters, primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, os mestres Kito e Fábio Américo no comando da bateria e a coreógrafa Yascara Manzini. Ainda foi confirmada a contratação de Pe Santana para o cargo de diretor de Carnaval.

Leia mais:

+ Clique aqui para ler a concepção do enredo desenvolvido por Amarildo de Mello

+ Veja a logomarca do enredo em homenagem ao cantor e compositor Arlindo Cruz

+ Galeria de fotos da festa de lançamento do enredo da X-9

+ Leia a sinopse completa do enredo

A X-9 Paulistana ficou com a décima primeira colocação na disputa do Grupo Especial de São Paulo este ano, quando abriu o sábado de desfiles no Anhembi.

+ Relembre o desfile da X-9 Paulistana

Comentários




    gl