Jorge Freitas anuncia novidades, lamenta crise no Rio e projeta um grande espetáculo em SP

Jorge Freitas. Foto: SRzd

Jorge Freitas. Foto: SRzd

Antenados e atentos com os acontecimentos e transformações em sua volta.

Assim são os grandes profissionais.

Jorge Freitas é referência no Carnaval e, há muito, sua atuação vai bastante além do trabalho de um carnavalesco, ofício pelo qual é conhecido e reconhecido, seja pelo talento, seja pela dedicação quase que integral em cada novo projeto ao longo das última décadas.

Diversas vezes campeão e registrando sua marca nos desfiles de escola de samba nas duas principais praças do país, Freitas entrou definitivamente na era da informação e anuncia a criação de sua página pessoal na web:

“Hoje em dia, investir nessas ferramentas é fundamental para que você possa estar conectado com o mundo inteiro em questão de segundos. São elas que movimentam direta e indiretamente o trabalho do profissional. O Carnaval pede isso e eu como profissional do segmento tinha a necessidade de estar mais próximo do público através delas”, avalia.

Além das novidades no campo profissional, estendendo a comunicação e a interação com seus seguidores, admiradores e sambistas, o artista, na pluralidade de seus pensamentos e embora enraizado em São Paulo, comentou com a reportagem do SRzd o cenário atual do Carnaval Carioca, onde começou, diante do corte de verbas públicas e da interdição dos barracões das coirmãs do Grupo Especial do Rio:

“As pessoas precisam entender que estamos falando da maior festa popular do planeta. Nela, não só a diversão está em jogo e sim, milhares de empregos e o sustento de famílias. É preciso mais respeito. A fase econômica que atravessamos é sim um dificultador neste processo, mas espero que o Rio de Janeiro possa se recuperar e continuar produzindo um espetáculo grandioso. Aqui em São Paulo, também estamos nos redobrando para a produção do nosso Carnaval, mas acredito que iremos ver em 2018 o maior desfile que São Paulo já teve na sua história”, prevê.

Cumprindo seu papel de protagonista ao não se furtar em analisar questões que, de certa forma, estão absolutamente relacionadas com a sua área de atuação, encerrou contando um pouco do que está preparando para o desfile imperiano. Um enredo de vanguarda e conectado com o momento social e político experimentado pela sociedade brasileira nos últimos tempos:

“Acreditamos que o povo vai entender o enredo como uma forma de reflexão, onde as regalias são para uma minoria. Espero que possamos nos unir e, juntos, lutarmos por um futuro melhor para as próximas gerações que vão vir”, descreve ao comentar o tema da Império de Casa Verde; “O povo: A nobreza real”

Em 2018 o “Tigre” desfila no sambódromo do Anhembi no sábado, 10 de fevereiro, quando será a segunda agremiação a apresentar-se pelo Grupo Especial do Carnaval de São Paulo.

+ Ouça o samba-enredo 2018 da Império de Casa Verde

Comentários

srzd



mais notícias