Confira o samba da X-9 Paulistana para 2018

Final de samba-enredo da X-9 Paulistana. Foto: Divulgação

Final de samba-enredo da X-9 Paulistana. Foto: Divulgação

Nove, dos quatorze sambas do Grupo Especial do Carnaval paulistano de 2018, já foram definidos.

Na madrugada deste domingo (13), foi a vez da atual campeã da divisão de Acesso, a X-9 Paulistana, escolher a trilha-sonora oficial do seu enredo: “A voz do samba é a voz de Deus – depois da tempestade, vem a bonança”.

A festa aconteceu na sede social da escola, na Zona Norte da capital paulista, e foi prestigiada por  sambistas de diversas agremiações, convidados, comunidade e grande público.

Frente a frente, dois concorrentes em uma disputa bastante acirrada. Nos dois times, compositores experientes e com currículos de muitas vitórias no samba paulistano.

Vibração e efeitos especiais nas torcidas. Cantores e músicos consagrados, e até fogos de artifício na parte externa da quadra. Essas foram algumas das apostas dos poetas para, além de promover um belo espetáculo aos presentes, conquistar a preferência da comissão julgadora.

Segunda a se apresentar, a parceria campeã teve em seus microfones os intérpretes Bruno Ribas da Tom Maior, Vaguinho da Estrela do Terceiro Milênio, Rapha SP da Mocidade Alegre e Fernandinho SP da Águia de Ouro.
Segunda a se apresentar, a parceria campeã teve em seus microfones os intérpretes Bruno Ribas da Tom Maior, Vaguinho da Estrela do Terceiro Milênio, Rapha SP da Mocidade Alegre e Fernandinho SP da Águia de Ouro.

Por volta das 2h45, toda a diretoria da escola e autores finalistas subiram ao palco para a divulgação do resultado.

Logo após a modelo Ana Paula Ferrari, conhecida como Mulher Ferrari, ser anunciada como nova madrinha da ala de compositores, o intérprete Darlan Alves, soltou a voz para cantar os primeiros versos do novo samba xisnoveano que é de autoria de Jair Roberto, Vaguinho, Rapha SP, Fabinho NT, Marcelo Lepiane, Salgado, Vitor, Fabio Blanco, Nando e Fernandinho SP.

+  Clique aqui para ouvir o samba campeão

Final de samba-enredo da X-9 Paulistana. Foto: SRzd - Guilherme Queiroz
Final de samba-enredo da X-9 Paulistana. Foto: SRzd – Claudio L. Costa

Segunda a se apresentar, a parceria campeã teve em seus microfones, Bruno Ribas da Tom Maior e os intérpretes e autores do samba, Vaguinho da Estrela do Terceiro Milênio, Rapha SP da Mocidade Alegre e Fernandinho SP da Águia de Ouro.

Final de samba-enredo da X-9 Paulistana. Foto: SRzd - Guilherme Queiroz
Final de samba-enredo da X-9 Paulistana. Foto: SRzd – Claudio L. Costa

Em entrevista ao SRzd, o intérprete e compositor Vaguinho comemorou a vitória e desabafou:

“Fazer esse samba foi uma das experiências mais gratificantes que eu tive na vida. Espero que a X-9 arrebente de verdade na Avenida”, disse o cantor.

Campeã do Grupo Especial em 1997 e no ano 2000, a X-9 fará a abertura da segunda noite de desfiles com projeto assinado pelo carnavalesco Amarildo de Mello.

+ Clique aqui para ler a sinopse completa do enredo

Final de samba-enredo da X-9 Paulistana. Foto: SRzd - Claudio L. Costa
Final de samba-enredo da X-9 Paulistana. Foto: SRzd – Claudio L. Costa

A repercussão do resultado

Logo após a divulgação do samba vencedor, o SRzd conversou com representantes da X-9. Confira:

Ailton Martinelli, o Branco, presidente da escola

Amarildo de Mello, carnavalesco

Mestre Kito

Preto e branco no terreiro tricolor

Muito antes do momento mais esperado da noite, a disputa final pela autoria da canção-tema do enredo xisnoveano 2018, duas cores tomaram conta da Zona Norte.

O preto e o branco, das populares coirmãs Gaviões da Fiel e Vai-Vai, fizeram apresentações especiais e ganharam protagonismo do evento.

Final de samba-enredo da X-9 Paulistana. Foto: SRzd - Guilherme Queiroz
Final de samba-enredo da X-9 Paulistana. Foto: SRzd – Guilherme Queiroz

Eliminatória teve mudanças no seu formato original

A direção da X-9 Paulistana alterou o calendário de seu concurso de samba-enredo.

Inicialmente, havia divulgado que os sambas classificados para a disputa na quadra se apresentariam em seis datas, sendo quatro eliminatórias, semifinal e final.

+ Ouça os sambas concorrentes na X-9 Paulistana

Com apenas cinco inscritos, a disputa foi reduzida para três etapas, em 22, 29 de julho e 5 de agosto, além da decisão desta noite.

Leitores do SRzd se dividiram ao opinar sobre a final na X-9

SRzd Carnaval SP perguntou a opinião de seus leitores sobre a decisão. Veja o resultado do levantamento que esteve no ar entre os dias 8 e 11 de agosto.

Ouça o samba da parceria de Accyoly Filho:

+ Compositores: Accyoly Filho, Saulo Mesquita, Turko, Maradona, Rafa Malva, Dom Henrique, Carlos Alberto, Mixaria, Fabio X-9, Thiago Japa e Paulo Antonelli

Dupla no comando do ritmo e a nova rainha

Irreverentes e símbolos da nova geração de mestres de bateria do Carnaval paulistano, Kito e Fábio fazem parte da nova cara da escola da Parada Inglesa. Juventude e disposição da batucada, sob o reinado de uma nova musa.

Final de samba-enredo da X-9 Paulistana. Foto: SRzd - Claudio L. Costa
Final de samba-enredo da X-9 Paulistana. Foto: SRzd – Claudio L. Costa

A modelo Juju Salimeni, que também é empresária e atua em programas de televisão, foi oficializado em abril, substituindo Gracyane Barbosa, e mostra-se cada vez mais comprometida com o cargo que ocupa.

Conhecida do público do Carnaval de São Paulo ao defender as cores da Mancha Verde, Juju é figura presente nas mais diferentes apresentações e eventos sociais da X-9. Ao lado da dupla de mestres, além de integrar um segmento importante, consolida o caminho de renovação da agremiação para o retorno da entidade ao Grupo Especial.

Time pronto para o Carnaval de 2018

Sob novo comando, com a saída do presidente André dos Santos logo após o desfile de 2017 dando lugar à Ailton Martinelli, o Branco, a X-9 definiu a manutenção de sua coreógrafa de comissão de frente, Yascara Manzini, do primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira Daniel Vitro e Lyssandra Grooters, do intérprete oficial Darlan Alves e da dupla de mestres de bateria Kito e Fábio Américo.

No comando da direção geral de harmonia, com a saída de Alexandre Conceição, a verde, vermelha e branca trouxe de volta Gutemberg Gomes.

A X-9 Paulistana conquistou o campeonato do Acesso este ano ao cantar no sambódromo do Anhembi o enredo “Vim, vi e venci! A saga artística de um semideus”. Clique aqui para relembrar o desfile campeão.

Comentários

srzd



mais notícias