Winnie Lopes é a nova porta-bandeira da Unidos da Ponte

Winnie Lopes, primeira porta-bandeira do Unidos da Ponte. Foto: Divulgação

O primeiro pavilhão do GRES Unidos da Ponte está de cara nova. Marcela Tavares, até então primeira Porta-Bandeira da escola, deixa o posto depois de 9 meses de trabalho e Winnie Lopes assume o cargo. A nova porta-bandeira que começou a defender os pavilhões das escolas de samba com apenas 5 anos de idade, deu os primeiros passos no mundo do samba nas escolas mirins do Unidos do Cabuçu e União de Jacarepaguá. Depois dessas experiências nunca mais parou de dançar e os convites para desfilar em outras agremiações se tornam cada vez mais recorrentes.

“Meu avó, um dos compositores da Velha Guarda da Portela, me apresentou ao Projeto Manoel Dionísio que me permitiu realizar a minha grande estreia na Cabuçu. Na época estava prestes a fazer 6 anos. A partir daí fui aperfeiçoando a arte da dança e surgiram os convites para desfilar na Unidos de Lucas, Inocentes de Belford Roxo, Renascer de Jacarepaguá e Porto da Pedra, entre outras escolas”, contou a porta-bandeira.

Atualmente segunda Porta- Bandeira do GRES União da Ilha do Governador e agora primeira da Unidos da Ponte, Winnie falou também sobre os ensaios:

“No último dia 27 já comecei a ensaiar com o meu parceiro, o Johny Matos, na Unidos da Ponte. Fui muito bem recebida por todos da Diretoria e tenho a certeza que faremos um excelente trabalho em 2017”, finaliza.

Comentários

srzd



mais notícias