Sambistas preparam nova manifestação em frente à Câmara de Vereadores do Rio

Projeto de mestre-sala e porta-bandeira e escola de samba mirim. Foto: Divulgação

Projeto de mestre-sala e porta-bandeira e escola de samba mirim. Foto: Divulgação

Os sambistas preparam nova manifestação contra a redução da subvenção municipal para as escolas de samba do Rio para a próxima quinta-feira (29). A concentração será em frente à Câmara de Vereadores e está prevista a ida de dois ônibus de cada agremiação.

Enquanto os dirigentes das escolas mostram seus projetos sociais para os vereadores, manifestantes estarão do lado de fora com carro de som, casais de mestre-sala e porta-bandeira, baterias e outros segmentos cantando sambas.

A intenção é mostrar à Câmara que dentro das escolas há projetos sociais, como aulas de passistas, canto, música, mestre-sala e porta-bandeira, entre outros. Na Mangueira, por exemplo, há o projeto Segundo Tempo da Educação com atividades pedagógicas a estudantes do ensino fundamental. Já na Beija-Flor, a porta-bandeira Selminha Sorriso coordena projeto de formação de mestres-salas, portas-bandeira e passistas mirins. Na Portela, há projeto com empresas que oferecem vagas de emprego à comunidade.

Comentários




    gl