Nada feito: Riotur e Liesa adiam reunião mais uma vez

Presidente da Riotur, Marcelo Alves, e a jornalista Mônica Marinho. Foto: Divulgação

Presidente da Riotur, Marcelo Alves, e a jornalista Mônica Marinho. Foto: Divulgação

O esforço da Prefeitura do Rio e da Riotur é criar canais de diálogo com a Liesa e as escolas de samba do Rio. O presidente da Riotur e o presidente da Liga Independente das Escolas de Samba, Jorge Castanheira, se conhecem há mais de 20 anos. Esta boa relação é considerada um dos trunfos para diminuir a fervura entre as partes após o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, ter dito semana passada e reafirmado nesta segunda-feira (19) que não abrirá mão do corte de 50% de subvenção que o poder público municipal transferiria para cada escola de samba. A reunião que seria realizada nesta segunda na nova sede da Riotur, na Barra da Tijuca, foi adiada para uma outra data ainda a ser acertada.

A justificativa oficial para o adiamento foi devido à distância física entre as sedes da Riotur e da Liesa, que fica no Centro da cidade.  Outra versão é que a mudança de data teria partido da própria Liesa, já que sua direção não conseguiu reunir todas as pessoas que ela gostaria que estivessem presentes no encontro.

Nesta segunda, o presidente da Riotur, Marcelo Alves, participou de uma transmissão ao vivo pelo Facebook em que falou que, ao contrário do que muitos imaginam, a prefeitura somente fatura R$ 90 milhões com o Carnaval e se fosse transferir 100% da subvenção do ano passado, teria que despender R$ 24 milhões, o que faltaria para a gestão de outras atividades relacionadas ao objeto social da empresa.

Assista:

Veja também:

Crivella afirma que não volta atrás sobre corte na subvenção

Alcione: ‘O samba sempre foi discriminado desde Donga’

Enquete: Você concorda com a redução no valor da verba pública para os desfiles das escolas de samba?

Escolas de samba não concordam em ter caderno de encargos para regular o desfile 2018

Sambistas fazem protesto contra o corte da subvenção para o Carnaval do Rio

Escolas de samba reavaliam posição e admitem nova proposta de consenso com a Prefeitura

Riotur: ‘Não existe motivo para polêmica. O Carnaval do Rio está garantido’

Presidente da Portela fala sobre redução da subvenção da Prefeitura

Crítica de Luiz Antonio Simas expõe os erros mais eloquentes na condução do Carnaval

Sambistas convocam manifestação contra redução da subvenção

Presidente da Liesb está confiante que subvenção da Prefeitura será autorizada brevemente

‘Ficam inviabilizados os desfiles de 2018’; diz Liesa após reunião com presidentes

Corte da Prefeitura de 50% da subvenção inviabiliza o desfile como conhecemos

 

Comentários

srzd



mais notícias