Salgueiro adota estranho silêncio sobre possível saída de Lage

Renato Lage. Foto: Reprodução/Facebook

Renato Lage. Foto: Reprodução/Facebook

A presidente do Salgueiro, Regina Celi, o carnavalesco Renato Lage e a assessoria da escola não atenderam ao SRzd para confirmar ou desmentir a notícia assinada pelo colunista Leo Dias que dá conta da ida de Lage para a Unidos da Tijuca visando o Carnaval 2018.

Em conversa com o Sambarazzo, Lage fez um desmentido enviesado:

“Isso pra mim tá sendo uma novidade. Não sei absolutamente de nada. Tô no Salgueiro, acabando o Carnaval. Tão me contratando sem eu saber nada ou me dispensando sem eu saber”, brinca o carnavalesco.

Quando indagado pelo site se o novo contrato para o próximo ano teria sido assinado, ele respondeu, enigmático:

“Não tá renovado, não. Mas, quando ela [Regina Celi] tomou posse, no início da gestão dela, recebemos um diploma oferecido a todos os integrantes dos principais segmentos, inclusive a gente [Renato e Márcia Lage], contando com a gente até 2018. Realmente, não houve uma conversação sobre renovação este ano. Não tô preocupado com isso agora, quero acabar o Carnaval. Se não houver interesse do Salgueiro, ela vai me comunicar, e fico livre pra poder negociar com outra escola. Existem propostas todo ano, mas nunca faço leilão. A prioridade é da escola que eu estou”, finaliza.

O estranho em todo o episódio é uma escola com a dimensão do Salgueiro não optar pela transparência e negar ao público um esclarecimento oficial. A especulação que já corria nos bastidores e que foi apurada por Leo Dias não parece uma notícia despropositada. E, hoje, carece de um esclarecimento enfático.

Os componentes da escola, no mínimo, precisam saber com veemência tanto de Renato Lage como da agremiação se o seu líder artístico prossegue o seu brilhante trabalho lá ou se seguirá outro caminho.

 

Comentários

srzd