Congresso de samba atrai gringos e elege primeira rainha internacional no Rio

World Samba Congress. Foto: Divulgação

A professora australiana Mishel Finlayson é uma apaixonada pelo Carnaval. Ela ministra aulas de samba na escola de dança “Sambaliscious”, criada por ela, em Brisbane e todos os anos retorna com suas alunas para abrilhantar os desfiles na Sapucaí.

Para aproveitar o embalo da folia, Mishel, que desfilará pela Estácio de Sá, promove neste Carnaval a primeira competição de rainhas de samba internacionais. Nos dias 17 e 18 de fevereiro acontece o “World Samba Congress” (Encontro Mundial do Samba, uma parceria da RMello Produções com a Sambaliscious).

O evento acontece no hotel Notovel RJ Porto Atlântico, em Santo Cristo, e oferece uma experiência carioca autêntica que inclui aulas, workshops e a presença de grandes personalidades do Carnaval, como as rainhas de bateria Evelyn Bastos (Mangueira), Luana Bandeira (Estácio de Sá) e Raissa de Oliveira (Beija-Flor de Nilópolis).

Para mostrar o samba no pé das estrangeiras apaixonadas pelo Rio, será realizada a primeira competição de rainhas internacionais, com júri composto por coreógrafos, rainhas e especialistas do mundo do samba, como Clara Paixão (Rainha do Carnaval 2015/2016) e Carlinhos Salgueiro (coreógrafo).

O Congresso é aberto para sambistas internacionais e brasileiros, com foco na troca de experiências entre estrangeiros e profissionais locais. No sábado ocorre a disputa e coroação da primeira rainha internacional do carnaval.

Comentários

srzd



mais notícias