CHAT FOLIA: Com mil luzinhas no abre-alas Tijucano aposta em surpresas na sua estreia no grupo Especial

Por Luciano Breitenbach 

Reconhecida pela qualidade plástica de seus desfiles e por ser uma escola inovadora, a Unidos do Tijucano chega com novidades e disposta a surpreender. Estreando no grupo de elite da UESM a agremiação trará para a avenida um enredo sobre o Teatro de Revista. Quem conversou com a gente foi o presidente da escola Nicolas Gonçalves, acompanhe.

Desde que você assumiu os carnavais da Tijucano a escola passou a ser reconhecida pela qualidade plástica e inovação que traz nos seus desfiles. Como acontece esse processo de criação e execução para resultar em um trabalho tão bonito?

Obrigado. O processo foi evoluindo a cada ano, neste cheguei quase no ideal. Me baseio na elaboração de um carnaval real mesmo. Fiz a pesquisa de enredo com a Lana Cristina e segui para a sinopse e organograma. Depois desenhei os carros e fantasias nos tempos que tinha livre. Junto à Regina Gonçalves fiz os protótipos, que ela depois reproduzia, e com o Antônio Gonçalves tirava os desenhos do papel criando as estruturas dos carros, que depois eu decoro. Na filmagem reunimos a família toda junto à uma equipe de filmagem, essa que também fica responsável pela edição.

E por buscar esta aproximação com o carnaval real, acha que pode ser um diferencial da Tijucano?

Nunca pensei por esse lado, a aproximação do carnaval real acontece por eu usar o carnaval de maquete como um meio de estudo. De qualquer forma creio que isso possa ajudar muito no resultado final sim.

E a escolha do tema para este carnaval, como surgiu a ideia de falar sobre o Teatro de Revista?

Minha mãe, Regina Gonçalves, citou alguns temas que gostaria de fazer. No inicio passou batido, mas ao ir moldando os caminhos para qual enredo escolher o Teatro de Revista calhou perfeitamente. Queria um enredo crítico e tinha o desejo que ele abordasse teatro para que pudesse aplicar estudos da minha graduação em Artes Cênicas. Pouco é falado da Revista na minha graduação e ao buscar informações me interessei muito, assim uni o útil ao agradável.

Na avenida, o público identificará personagens conhecidos? O que podemos esperar?

O desfile terá uma leitura clara. Apesar do enredo ser uma grande confusão, misturando passado e presente, histórias do teatro de revista com histórias acerca dele, ao ver as alegorias e fantasias ficará claro ao público do que se trata.

E como será o desenvolvimento do enredo? Qual a proposta da escola?

O enredo é um Teatro de Revista feito para avenida de maquete. Adaptamos a revista “O Bilontra”, de Arthur Azevedo, para fazer um teatro carnavalizado com críticas atuais e até à própria revista. A ideia é que se fazendo o próprio Teatro de Revista a pessoa venha entender a história desse.

Confira fotos do barracão da escola

Daria para adiantar alguma surpresa?

Tem algumas novidades que espero que surpreendam. A principal que pode ser vista como boa ou ruim é que abandonamos a maquiagem realista, foi ótimo trazer mais esse requinte para a UESM, de maquiar os bonequinhos, mas neste ano a ideia foi ver os “peladinhos” mais como bonecos e transmitir isso na maquiagem. Seguindo essa ideia, passei os rostos “embonecados” dos meus croquis para os mini componentes, que ficaram fofos demais. O abre alas também poderá causar surpresa graças a iluminação, são mais de mil luzinhas para representar o brilho da Revista! Espero que o enredo surpreenda também e que o trabalho como um todo traga mais novidades para o nosso mini mundo carnavalesco.

Reveja o desfile de 2017

Participe, inscreva sua escola pelo email: [email protected]

Saiba mais sobre o Carnaval de Maquete da UESM

Página oficial

Facebook

Youtube

Instagram

*em colaboração voluntária ao SRzd

Comentários




mais notícias

    gl