CHAT FOLIA: Com enredo sobre o Jardim Botânico, Patriarca fará seu alerta por preservação

Por Luciano Breitenbach 

E a escola de hoje do Chat Folia vem da cidade maravilhosa, Rio de Janeiro. Em 14 de abril a Império do Patriarca fará sua estreia no grupo de Acesso A da União das Escolas de Samba de Maquete, levando para a avenida um enredo que guarda um rico patrimônio histórico e cultural, o Jardim Botânico da cidade. Confiram nosso bate papo com os carnavalescos Luiz Gabriel Barroso e William Ferreira.

Patriarca vai levar para avenida os 210 anos do Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Como vai ser a abordagem e desenvolvimento desse tema?

Nosso enredo é bem linear, pois achamos que assim facilitamos o entendimento do público. Começamos a contar a história do Jardim desde antes de ser o Jardim Botânico do Rio de Janeiro. O local era uma fábrica de pólvora e quando da chegada da família real portuguesa, em 1808, acaba virando um jardim de Aclimação das especiarias vindas do oriente. Então partimos para o Jardim como ele é hoje e terminamos mostrando a importância do Jardim Botânico como ferramenta de geração de conhecimento e preservação.

E como surgiu a ideia desse enredo?

Nós estávamos fazendo a pesquisa para um outro enredo, mas diante do pouco tempo que teríamos para desenvolve-lo de forma consistente começamos a pensar em novas possibilidades, em enredos que fossem mais próximos a nós, ao nosso país.

Uma das sensações da escola no desfile do ano passado foi a comissão de frente. E neste ano, o que pode adiantar para gente? Teremos surpresas no quesito?

Nossa comissão de frente foi de fato um motivo de muito orgulho para nós. Infelizmente não gabaritamos esse quesito, mas o reconhecimento do público de dentro e de fora da UESM foi a melhor possível. Para este ano nos preocupamos em analisar as justificativas das notas para que tenhamos um resultado que continue agradando o público e aos jurados também. (risos)

Então vocês estão fazendo o “tema de casa” para disputar título, correto? (risos)

Sempre buscamos fazer o melhor, buscando nossa satisfação pessoal. Ficaremos muito felizes se conquistarmos o título com um enredo “nacional”.

Mas voltando a comissão de frente, não pode adiantar nada? (risos)

Nesse ano, não só a comissão de frente, mas toda a abertura da escola foi pensada de modo a parecer um retrato, bem cênica. Esperamos assim impactar o público.

E o símbolo da escola, a coroa, ano passado ela esteve presente duas vezes na abertura do desfile. Estará novamente?

Definitivamente vem na abertura da escola. Foi, inclusive, o ponto de partida do nosso trabalho.

Então ela tem um valor muito importante para vocês?

Sim, além de ser o nosso símbolo, tem um papel importante nesse enredo.

Estão me deixando curioso, conta mais. (risos)

Como contaremos no nosso desfile, o Jardim Botânico foi criado pelo rei de Portugal, D. João VI. Esse fato nos permitiu dar destaque ao nosso símbolo, encaixando perfeitamente no enredo.

Destacariam algum outro momento especial do desfile?

Um momento que gostamos muito é o setor da preservação, que fecha o desfile.

O fechamento será então com ‘’chave de ouro’’?

Digamos que com uma chave “verde”. (risos)

A mensagem final da Patriarca será um momento de reflexão então, por preservação?

Com certeza. Nosso intuito com este enredo, além da riqueza cultural é chamar atenção para a preservação ambiental. Apesar de já ter aparecido algumas vezes na avenida é um tema que sempre precisa de pauta e é um dos principais objetivos do Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

 

Participe, inscreva sua escola pelo email: [email protected]

Saiba mais sobre o Carnaval de Maquete da UESM

Página oficial

Facebook

Youtube

Instagram

*em colaboração voluntária ao SRzd

Comentários




mais notícias

    gl