ENTREVISTA: Conheça o intérprete e compositor Cláudio Bardelli Júnior

Sempre em busca de novidades a coxa Bamba da Rainha organizou uma eliminatória de samba-enredo que mobilizou mais de 500 pessoas e escolheu o samba do compositor e intérprete Paulista Cláudio Bardelli Jr.  desde então todos os que acompanham a União das Escolas de sSamba de Maquete estão curiosos para conhecer um pouco mais deste novo integrante da agremiação que promete um desfile irreverente para falar sobre a preguiça do brasileiro.

Todos estão curiosos pra saber quem é o intérprete do samba da Coxa Bamba da Rainha. Se apresente ao público.

Olá pessoal, eu sou Claudio Bardelli Junior, tenho 36 anos e além de cantor, compositor e instrumentista, trabalho com Marketing na cidade de São Paulo. Aos 8 anos idade ao ver uma vinheta do samba “vira virou a Mocidade chegou” em 1990 me apaixonei por samba-enredo. Daí em diante, foi um processo natural. Em 98 ganhei um cavaquinho e fui aprendendo a tocar. Fiz parte de grupos de samba durante um longo período. Hoje sou instrumentista e cantor em alguns grupos. Fui me aperfeiçoando, fazendo aula de canto, aprendendo violão. Hoje, o carnaval é um combustível para mim. Acompanho intensamente o ano todo e escuto sambas enredo praticamente todos os dias.

Este será o único samba autoral dos desfiles do Grupo Especial e Acesso e está sendo muito elogiado. Além de intérprete você também é o compositor. Como foi produzir o samba e quais as quais as expectativas para o desfile?

Segundo o Lukas (presidente da Escola) a Coxa foi a primeira escola a fazer um samba autoral para o Carnaval de Maquete. Assim que ele divulgou a sinopse me interessei por fazer algo. A forma como ele criou a sinopse foi genial. Você tem vontade de fazer um samba legal. Com a ideia em mente as frases iam surgindo e eu fui criando frases e melodias. Como o tempo era longo para a entrega graças a preguiça (risos) deu pra ser bem trabalhado. Já, com relação a produção, é um processo minucioso e trabalhoso mas muito gratificante por ser uma obra que você concebeu. Acredito que a Coxa irá surpreender esse ano. No samba e no desfile. Aguardem.

A Coxa Bamba é uma escola irreverente e a sua interpretação deu um tom que casou muito bem com o estilo da escola. Você já era assim ou é algo pensado para este samba?

Eu sou um pouco assim mesmo. Samba enredo é algo para cima. Faz as pessoas felizes. Lógico que existem alguns temas que tratam de assuntos tristes. Nesse caso, a gente ameniza um pouco. No caso da Coxa, fiquei livre para brincar e me divertir também.

Como é a relação do intérprete com a escola. Você fica por dentro do barracão da escola também ou será tudo surpresa na avenida?

Eu acompanho o barracão sim. Fiquei bem impressionado com as alegorias que estão sendo montadas. Não imaginava a riqueza de detalhes e a qualidade do trabalho que era feito. Não tenho muita experiência em carnaval de maquete mas pelo que eu acompanhei podem esperar que a Coxa vem forte esse ano.

Quais as escolas de Carnaval Real você participou?

Faço parte da Ala musical do GRES Quilombo e dos blocos Boêmios da Madame e Filhos da Santa. Escolas maiores apenas frequento ou de vez em quando faço algum trabalho.

Quando começou a compor? Qual seu samba “inesquecível”?

Olha essa pergunta é engraçada. Eu comecei a compor em 2016 por um impulso. Eu estava em um workshop de cavaquinho e perguntaram se alguém queria ajudar com uma letra de um samba enredo. Achei legal e me prontifiquei a ajudar. E não é que ganhamos. Foi no bloco filhos da santa em 2016, enredo que falava do minhocão. https://www.youtube.com/watch?v=HWzGY655kYo. A partir daí, fiz várias composições para carnaval real e virtual. Samba inesquecível meu, é um concorrente do GRES Quilombo 2016. https://www.youtube.com/watch?v=A5ivH9ekE9g . Ele me traz boas recordações. Já no carnaval real gosto de muitos (mas muuuuuiiittttooosss) sambas, porém mocidade 90 sempre será especial. Sem ele, não estaria falando com vocês. (rs)

Possui grito de guerra ou alusivo?

Sim, “Dá licença, O meu coração está feliz, Vai começar nosso show, Sacode, sacode, Sacode (agremiação)” Alguns cacos também. “Isso é (agremiação)”, “Ai que Bonitinho”. E o que vier na mente.

Como as pessoas podem ter acesso ao seu trabalho?

Podem me encontrar nas redes sociais. Mais no Facebook

Como começou a participar do Carnaval na internet e como chegou à Coxa?

Há alguns anos atrás vi que existia uma liga de carnaval virtual. Depois que comecei a compor em 2016, lembrei desse site e me inscrevi para fazer composições. Acabei virando intérprete de algumas agremiações e chamando atenção pela qualidade de gravação. O Lukas me convidou após ouvir alguns trabalhos nessas escolas. Estou muito feliz hoje fazendo parte da Coxa.

Está gostando da experiência? Pretender continuar no Carnaval de Maquete?

Estou sim. É algo novo e muito empolgante. Pretendo continuar no carnaval de maquete sim. Não vejo a hora de chegar o desfile para ver o trabalho em ação.

Para finalizar gostaria de deixar algum recado?

Eu gostaria de agradecer a Leticia. Que em todos os momentos me incentivou a tentar e a continuar tentando sempre. Sem ela eu não teria conseguido nada disso. Um beijo minha linda.

 

Confira um pouco mais do trabalho de Cláudio Bardelli Júnior:

Apresentação escola de samba quilombo 2017 e 2018

https://www.youtube.com/watch?v=B2iD85oHAyI

https://www.youtube.com/watch?v=X5KUfPth62E

 

Comentários




mais notícias

    gl