Reajuste em salários de ministros pode causar impacto de R$ 243,1 milhões

Foto: Reprodução

Dinheiro. Foto: Reprodução

O reajuste, nos seus próprios salários, sugeridos pelos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) tem gerado algumas controvérsias. Para o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, aumento causaria um impacto de cerca de R$ 243,1 milhões por ano. Por mês, esse valor representa R$ 18,7 milhões.

Projeções de técnicos da Câmara dos Deputados e do Senado Federal apontam um impacto ainda maior. Para eles, o valor pode chegar até R$ 4 bilhões. Isso se dá porque o reajuste teria efeito cascata em outros setores. Por serem baseados no teto do STF, os subsídios de presidente da República, vice-presidente e ministros também podem ser afetados pelo aumento, o que causaria de cerca de R$ 7 milhões por ano. No Judiciário, o valor seria de R$ 717 milhões ao ano.

Caso entre em vigor, o atual salário mensal de R$ 33,7 mil para cada ministro passará a ser de R$ 39,3 mil em 2019. O valor recebido por mês pelos ministros é o máximo para pagamento de salários no serviço público. Medida foi aprovada na última quarta-feira (08) pelo STF e segue para aprovação do Congresso Nacional.

Comentários




mais notícias

    gl