Ministério Público abre inquérito contra vereador Fernando Holiday

Fernando Holiday. Foto: Reprodução de Internet

Fernando Holiday. Foto: Reprodução de Internet

O Ministério Público de São Paulo acatou denúncia do deputado estadual Carlos Giannazi (PSOL) e determinou abertura de inquérito civil para investigar a legalidade das visitas do vereador Fernando Holiday (DEM) a escolas municipais da capital paulista.

No ofício em que determina a abertura de investigação, consta que o Holiday teria intimidado professores nesses encontros. O texto ainda afirma que “a avaliação de conteúdos ministrados em sala de aula não se encontra entre as competências de fiscalização do legislativo”.

O parlamentar publicou um vídeo no começo deste mês em que dizia ter ido aos colégios para analisar se havia “doutrinação” no conteúdo ensinado. Ele negou ter sido hostil com os professores.

Esta é a segunda investigação aberta pelo Ministério Público de São Paulo contra o vereador neste ano – a pedido do órgão, a Polícia Federal apura uma denúncia de que ele teria usado caixa dois em sua campanha.

Comentários

srzd



mais notícias