Justiça concede liberdade a Marconi Perillo, ex-governador de Goiás

Marconi Perillo. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Marconi Perillo. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Tribunal Regional Federal de Brasília concedeu uma liminar que garante liberdade imediata do ex-governador de Goiás Marconi Perillo do PSDB.

Marconi foi detido na tarde de quarta-feira (10) no momento em que prestava depoimento na Polícia Federal. De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), a prisão preventiva de Perillo foi decretada pelo juízo da 11ª Vara da Justiça Federal em Goiás e cumpre um pedido do Núcleo de Combate à Corrupção do órgão.

O tucano é um dos investigados pela Operação Cash Delivery, deflagrada no último dia 28 de setembro. Na ocasião, ele não podia ser detido por disputar uma vaga ao Senado Federal.

Em nota, o advogado de Perillo, Antônio Carlos de Almeida Castro, afirmou que a prisão do ex-governador foi “ilegal, arbitrária e infundada” e declarou que a defesa tem “absoluta convicção na inocência plena do Marconi”.

Leia a nota enviada pelo advogado Kakay:

“A Defesa de Marconi Perillo acaba de conseguir uma liminar no Tribunal Regional Federal para a imediata LIBERDADE do ex-governador. Como adiantamos desde o primeiro momento a prisão era ilegal, arbitrária e infundada e de certa maneira afrontava outras decisões de liberdade que ja foram concedidas nesta mesma operação.

A Defesa não tem nenhuma preocupação com os fatos investigados e temos absoluta convicção na inocência plena do Marconi. O que pedimos, desde o início, é o respeito às garantias constitucionais . Ninguém esta acima da lei e apoiamos toda e qualquer investigação, mas sem prejulgamentos e sem o uso desnecessário de medidas abusivas.”

Comentários




mais notícias

    gl