Doença leva governador do Rio a se afastar do cargo e crise no estado se complica

Governador Luiz Fernandp Pezão. Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Governador Luiz Fernandp Pezão. Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Em nota divulgada hoje (16), o governo do estado do Rio de Janeiro confirmou que o governador Luiz Fernando Pezão ficará afastado temporariamente do cargo a partir deste domingo, “devido a problemas de saúde, relacionados ao seu quadro metabólico (descompensação do diabetes, aumento de peso, entre outros)”.

Ele deverá ficar afastado de suas atividades por uma semana, até o próximo dia 23. Durante a ausência, o vice-governador Francisco Dornelles estará à frente do governo, diz a nota.

Em março do ano passado, Luiz Fernando Pezão foi diagnosticado com um tipo de câncer denominado linfoma não Hodgkin, localizado no tecido ósseo, iniciando, logo a seguir, tratamento quimioterápico.

Exames de imagem efetuados pelo governador em julho de 2016 revelaram resolução completa do câncer, segundo informou à época a assessoria de imprensa do governo.

Na ocasião, o médico oncologista Daniel Tabak, que acompanhou o governador desde a descoberta do câncer, observou que só seria possível se falar de cura após alguns anos da manutenção da resposta ao tratamento apresentada por Pezão.

O afastamento do governador piora a inda mais a situação do estado do Rio de Janeiro. Abandono político, crise financeira aguda, polícia desarticulada e a criminalidade crescente em situação normal – que não é o caso – abriria-se margem para intervenção federal.

Pezão estava otimista que o presidente Michel Temer e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, abririam os cofres da União para socorrer o Rio, mas isto nã0 aconteceu.

Com Agência Brasil

Comentários

srzd



mais notícias