Comlurb garante a limpeza da cidade para o Carnaval 2018

Comlurb Comunidades’ já recolheu 1.017 toneladas em quatro edições. Foto: Comlurb

Comlurb Comunidades’ já recolheu 1.017 toneladas em quatro edições. Foto: Comlurb

A Comlurb preparou um esquema especial de limpeza para a folia na cidade até o dia 18 de fevereiro. Serão cerca de 2.000 garis por dia distribuídos entre o Carnaval de Rua, Sambódromo , Terreirão do Samba, bailes de rua e Intendente Magalhães, com o apoio de mais de 300 veículos.

Para que os serviços de limpeza e remoção de resíduos sejam rápidos e eficientes, inclusive após a passagem de cada escola de samba, os garis trabalharão em três turnos. Quanto aos desfiles de blocos em toda a cidade, a companhia utiliza uma logística de limpeza baseada no Protocolo de Blocos, que define o quantitativo de mão de obra, contêineres, equipamentos e veículos de acordo com o tamanho do bloco.

Sambódromo e Terreirão

Os preparativos para a Passarela do Samba começaram na quinta-feira (8), às 7h. No Sambódromo serão destacados diariamente 715 garis, com apoio de supervisores, equipamentos e máquinas para limpeza e manutenção de toda área interna, como corredores, frisas, arquibancadas e pistas (durante os desfiles, concentração e dispersão), coleta de resíduos, lavagem dos contêineres e manutenção de limpeza do Terreirão e do entorno.

Postos de Saúde

A limpeza e desinfecção dos Postos de Saúde instalados ao longo da Passarela do Samba e Terreirão e a coleta dos resíduos biológicos desses postos, também ficam a cargo da Comlurb, que destacará 11 garis e dois supervisores, por dia, para os serviços. Os trabalhos serão realizados todos os dias de desfiles, sempre das 16h às 7h.

Grupo de Acesso

Na Rua Intendente Magalhães, onde desfilam as escolas do Grupo de Acesso, serão mobilizados para a limpeza 50 garis e 10 encarregados, por noite de desfile, e o apoio de sete veículos e equipamentos.

Carnaval de Rua

O sistema de limpeza contará com até 1.085 garis por dia, 2.100 contêineres, 100 sopradores, além de 50 veículos. O planejamento para atender a folia nas ruas é diferenciado, com sistema de manutenção permanente durante a evolução do bloco até sua dispersão e instalação de contêineres ao longo de todo o trajeto. Com a saída dos foliões, é realizada a remoção dos resíduos com sopradores em modo força tarefa, com os garis fazendo o repasse, além de lavagem das pistas com água de reuso e desodorizante. Os acessos, transversais, concentração e trajeto do desfile do circuito dos blocos também receberão atenção da Companhia.

Lixo Zero

Os foliões que vão brincar o Carnaval de rua devem ter mais cuidado com os pequenos resíduos descartados irregularmente, assim como, evitar urinar nas calçadas, vias públicas e canteiros. O Programa Lixo Zero não vai parar durante os dias de folia e fiscalizará os maiores e os mais importantes blocos da cidade.

Os agentes do Lixo Zero, sendo 210 fiscais da Comlurb e 140 Guardas Municipais, atuarão nos blocos, nas ruas dos desfiles e no entorno. Caso o folião seja pego em flagrante urinando em via pública pelas equipes de fiscalização, será passível de multa no valor de R$ 563,30, conforme o Artigo 103-A da Lei de Limpeza Urbana. Para descarte de pequenos resíduos, o valor da multa é de R$ 205,60.

No ano passado foram aplicadas, no período do Carnaval, 3.392 multas, sendo 1.521 por descarte irregular de resíduos e 1.871 por urinar em logradouro público.

Do primeiro dia do ano até o dia 5/2, já foram aplicadas 508 multas a pessoas flagradas urinando em vias públicas.

Comentários




mais notícias

    gl